Preparação para as eleições e ações para diminuir os impactos da pandemia marcam abril de 2020

Atuação da bancada Republicana na Câmara dos Deputados foi decisiva na aprovação das medidas de enfrentamento à Covid-19

Publicado em 06/01/2021 - 10:00

Brasília (DF) – O mês de abril foi marcado pelo esforço dos republicanos para diminuir os impactos provocados pelo novo coronavírus (Covid-19).

Cartilha com orientações aos pré-candidatos

Embora a pandemia tenha sido uma das grandes preocupações, o partido também se destacou na elaboração de uma cartilha com orientações para auxiliar os pré-candidatos às Eleições 2020. Com o tema “O que pode e o que não pode – orientações gerais de pré-campanha”, o documento foi elaborada pela equipe jurídica do Diretório Nacional da sigla.  A cartilha foi importante aliada dos pré-candidatos, que tiveram a oportunidade se entenderem sobre o que é pré-campanha, arrecadação de doações por meio de vaquinhas virtuais, entre outros assuntos.

Em live, convidados dão dicas para adaptação ao home office durante pandemia

Diante da nova realidade imposta pela pandemia, o secretário nacional do Republicanos, Evandro Garla, e o analista político-econômico, Guto Ferreira, participaram de uma live promovida pela Agência Republicana de Comunicação (ARCO), para falar de estratégias para ser mais produtivo trabalhando de casa durante a pandemia. Foram dicas valiosas que você pode rever AQUI.

Republicanas alertam para aumento da violência doméstica em meio à pandemia

Além das dificuldades impostas pela pandemia, outro tema que preocupou os republicanos foi a violência doméstica, que aumentou durante o isolamento social. Para isso, a republicana e secretária nacional de Políticas para as Mulheres, Cristiane Britto, defendeu medidas emergenciais para frear o aumento das agressões durante o distanciamento social.

A secretária recomendou a implantação de comitês de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres no contexto da Covid-19 em estados, Distrito Federal e municípios; realização de campanhas sobre a importância de se denunciar a violência doméstica e familiar contra as mulheres com divulgação dos canais de denúncia; entre outras medidas.

As deputadas Rosangela Gomes (Republicanos-RJ) também se manifestou sobre o aumento da violência doméstica. “Ficar em casa, para algumas mulheres, significa um perigo. Não podemos nos calar diante de situações como essa. Violência contra a mulher é crime! Não se cale!! Denuncie pelo 180!”, orientou.

Membro da Comissão Permanente Mista de Combate à Violência contra a Mulher na Câmara, a deputada federal Marias Rosas (Republicanos-SP) alertou que as vítimas de violência estão obrigadas a uma convivência direta com seus companheiros. Neste caso, elas não conseguem ligar para denunciar porque a presença constante do agressor em casa leva a um maior controle deles sobre as mulheres.

Ações para diminuir impactos do coronavírus na economia

A atuação da bancada Republicana na Câmara dos Deputados se destacou e foi decisiva na aprovação das medidas nacionais de enfrentamento à Covid-19. Entre os projetos, incluíram aqueles voltados para garantir a preservação da capacidade de recuperação da economia do país depois que a pandemia passar. “Nós, do Republicanos, estamos atentos e trabalhando para minimizar os efeitos desta pandemia”, foi o que afirmou o vice-presidente da Câmara, deputado federal Marcos Pereira (SP).

Além das atividades como deputado federal, o presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira, assumiu a presidência interina do Congresso Nacional por conta do afastamento temporário do senador Davi Alcolumbre, que foi diagnosticado com coronavírus. Pereira tem buscado a união dos Poderes para assegurar a aprovação das medidas necessárias para o país neste momento difícil.

A primeira medida foi a aprovação do estado de calamidade pública. O texto passou pela Câmara e pelo Senado, e permitiu que o governo federal aumentasse as despesas sem precisar cumprir a meta fiscal estabelecida no Orçamento.

Entre os projetos aprovados está o que garantiu um auxílio emergencial aos trabalhadores autônomos, no valor de R$ 600. Além disso, os deputados republicanos aprovaram uma autorização para que estados e municípios utilizassem os recursos parados nos fundos de saúde para as ações de combate ao novo coronavírus.

Por Agência Republicana de Comunicação – ARCO

Reportar Erro
Send this to a friend