Hélio Costa contesta projeto que obriga câmeras em viaturas policiais

Deputado destaca que com a norma, os policiais não conseguirão ficar à vontade e deverão atuar como se tivessem num big brother 

Publicado em 07/11/2019 - 00:00

Hélio Costa contesta projeto que obriga câmeras em viaturas policiais
Deputado destaca que com as câmeras em viaturas, os policiais não conseguirão ficar à vontade e deverão atuar como se tivessem num big brother 

Brasília (DF) – O deputado federal Hélio Costa (Republicanos-SC) entende que instalar câmeras no interior das viaturas policiais poderá tirar a privacidade dos profissionais que atuam nas operações do dia a dia. Durante reunião deliberativa na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara, o parlamentar defendeu um debate mais amplo sobre o projeto que tramita na Câmara. “A matéria é complexa, afinal, o policial não conseguirá ficar à vontade. Ele vai ter que atuar como se tivesse num big brother? É preciso discutir melhor esse projeto”, disse.

O Projeto de Lei nº 4223/2019 estabelece a obrigatoriedade de instalação de câmeras de vigilância e GPS no interior dos veículos da Polícia Civil e Militar em âmbito nacional. Na prática, os dados seriam armazenados em um equipamento tipo “caixa preta”, instalado no próprio veículo.

O texto proíbe explicitamente que as imagens gravadas sejam divulgadas. O material, que ficará armazenado por pelo menos 120 dias, somente poderá ser fornecido às autoridades após a instauração do procedimento investigatório. Haverá possibilidade de punição para quem utilizar de forma irregular as imagens e sons armazenados pelas câmeras, ou descartá-los antes do prazo.

Na justificativa da matéria consta: “o objetivo do projeto é aumentar as condições de monitoramento durante a atividade policial, garantindo maior segurança ao cidadão e também aos próprios policiais”. Outro trecho da matéria que foi amplamente questionado pelos membros da comissão é o monitoramento de viaturas por meio de áudio.

Conforme a proposta, os equipamentos de captura e registro de imagens deverão possuir resolução suficiente, ferramenta tipo “zoom”, opção de impressão e sensibilidade à luz compatível com a iluminação do local.

Um requerimento foi aprovado para que sejam convidados a comparecer em audiência pública na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, em data a ser agendada, os representantes das instituições: Adepol, Fendepol, Feneme, Cobracol, Anaspra e Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

Texto: Andreza Oliveira / Ascom – deputado federal Hélio Costa
Foto: Douglas Gomes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal Republicanos? É muito simples. A Agência Republicana de Comunicação (Arco) disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@republicanos10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro