Maria Rosas debate Atendimento Educacional Especializado (AEE)

Deputada do Republicanos destaca que o debate foi importante para nortear os trabalhos da Subcomissão Especial de Educação Especial

Publicado em 22/11/2019 - 00:00

Brasília (DF) – A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados realizou, nesta quinta-feira (21), audiência pública para debater o Atendimento Educacional Especializado (AEE) ofertado ao aluno com deficiência. O debate foi uma iniciativa da deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) e do deputado federal Eduardo Barbosa.

Maria Rosas debate Atendimento Educacional Especializado (AEE)

“A partir do conhecimento do perfil do aluno com deficiência, aliado ao conhecimento dos resultados do Atendimento Educacional Especializado (AEE), será possível avaliar a qualidade do serviço educacional ofertado, tanto na educação especial quanto na educação inclusiva”, explicou a parlamentar.

De acordo com a republicana, as audiências públicas são importantes para nortear os trabalhos da Subcomissão Especial de Educação Especial, no qual é membro integrante. Entre os convidados para colaborar com as discussões, estiveram a consultora da Federação Nacional das Apaes-Fenapaes, Erenice Carvalho, a mestre em processos de desenvolvimento humano e saúde, Maria Angélica da Silva, e a professora titular da Universidade Federal de São Carlos de São Paulo, Enicéia Gonçalves Mendes.

Para Maria Rosas, o AEE tem muitos desafios, como o ensino de Libras, Braille, tecnologia assistiva e comunicação alternativa. “Os sistemas de ensino devem se reestruturar e organizar as condições de acessibilidade aos espaços, aos recursos pedagógicos, tecnológicos e à comunicação que favoreçam a promoção da aprendizagem e a valorização das diferenças. Se todo aluno que possui necessidades educacionais especiais tiver acesso a um atendimento educacional especializado de sucesso irá inegavelmente progredir em seu aprendizado”, concluiu.

Saiba mais

O Atendimento Educacional Especializado é um serviço da Educação Especial para atender aos alunos que possuem necessidades educacionais especiais durante sua vida escolar. É voltado aos alunos com deficiência física, intelectual, visual, auditiva, múltiplas, transtornos do espectro autista (TEA) e também alunos com altas habilidades / superdotação são público-alvo do Atendimento Educacional Especializado.

O AEE tem como função identificar, elaborar e organizar recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando suas necessidades específicas.

Texto e fotos: Ascom – deputada federal Maria Rosas

 

Reportar Erro