Jorge Braz defende ampliação do Auxílio Emergencial para outras categorias de trabalhadores

Taxistas, catadores de recicláveis, manicures, pescadores, empregadas domésticas e agricultores familiares também receberão o Auxílio Emergencial

Publicado em 17/04/2020 - 00:00

Brasília (DF) – Em sessão virtual da Câmara, o deputado federal Jorge Braz (Republicanos-RJ) declarou o apoio do partido ao Projeto de Lei 873/2020, que amplia a lista de trabalhadores informais beneficiados com o auxílio de R$ 600. Taxistas, catadores de material reciclável, manicures, pescadores, empregadas domésticas, agricultores familiares e outros também receberão o recurso.

“O momento impõe coragem para decidir, e nós, do Republicanos, defendemos a ampliação dos beneficiados para garantir um pouco de conforto e esperança às famílias brasileiras neste momento tão difícil”, afirmou.

Na avaliação do parlamentar, os políticos brasileiros estão atuando de forma vigorosa para resolver o presente e amenizar o futuro. “A Câmara é um dos centros de decisão que age prontamente para reduzir a dor e o prejuízo de milhões de brasileiros. Nos unimos e votamos essa e outras propostas que vão impactar diretamente na vida dos brasileiros”, disse.

Entre as votações que foram aprovadas na Câmara, Braz enfatiza a relevância do auxílio concedido aos pequenos empresários. “O Parlamento também manteve o foco para que as pequenas e micro empresas, as maiores geradores de emprego, consigam sobreviver às incertezas desse período de fechamento dos negócios. Na guerra contra esta praga mundial, a pequena economia não pode cair”, defendeu.

O republicano também demonstrou preocupação com fraudes neste momento. “Temos que contar com a coerência e a honestidade dos órgãos públicos e da população. A minha preocupação pessoal é se, diante desses pacotes que estamos aprovando e das condições financeiras que estão sendo viabilizadas, não teremos aproveitadores. Já se escuta falar em hospitais fazendo despesas que não são relacionadas à situação emergencial da Covid-19”, alertou.

Saiba mais

Veja a lista dos trabalhadores informais que serão incluídos no PL 873/2020:

Pescadores artesanais e aquicultores; agricultores familiares e técnicos agrícolas; catadores de materiais recicláveis; taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativos e de transporte escolar, além de entregadores de aplicativos; caminhoneiros; diaristas; agentes e guias de turismo; trabalhadores da arte e da cultura, incluindo autores, artistas e técnicos de espetáculos; mineiros e garimpeiros; ministros de culto, missionários e teólogos; profissionais autônomos de educação física, além de atletas, paratletas e preparadores físicos; fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos; árbitros, auxiliares de arbitragem e outros trabalhadores envolvidos em competições esportivas; barraqueiros de praia, ambulantes, feirantes, camelôs e baianas de acarajé; garçons; marisqueiros e catadores de caranguejos; manicures e pedicures; sócios de empresas inativas e mães adolescentes, mesmo com menos de 18 anos.

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom – Liderança do Republicanos
Foto: Douglas Gomes

Reportar Erro