Câmara debate a qualidade do Ensino Superior no Brasil

Evento reuniu especialistas de diversas áreas, além de estudantes universitários

Publicado em 07/07/2011 - 00:00

Câmara debate a qualidade do Ensino Superior no Brasil
Evento reuniu especialistas de diversas áreas, além de estudantes universitários

Brasília (DF) – No dia 5 de julho, a Câmara dos Deputados realizou o I Seminário Sobre a Qualidade do Ensino Superior no Brasil, promovido pelo deputado federal Ricardo Quirino (PRB-DF). A discussão tratou sobre a qualidade da formação tanto dos estudantes quanto dos educadores.

Ao analisar a evolução das matrículas no Ensino Superior, durante o período de 2004/2009, percebe-se que o índice de crescimento é de 7,1%. No período de 2008/2009, o índice cai para apenas 2,5% ao ano. Para o professor de Direito Penal, Arion Louzada, o que acontece é a defasagem do ensino superior. “Enquanto algumas universidades formam às escâncaras, uma massa significativa de universitários quer apenas terminar o curso e não se qualificar. O diploma tem que ter qualidade prática”, alertou o republicano.

Contraponto

A presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares do Distrito Federal (SINEP), Drª Amábile Pácios, defendeu que as universidades particulares devem ajudar o Ministério de Educação (MEC) a cumprir o Plano Nacional de Educação (PNE), que pretende incluir 10 milhões de pessoas no ensino superior até 2015. “Temos que fazer em quatro anos o que poderíamos fazer em dez. O que falta é a interlocução com o MEC”enfatizou.

Um dos assuntos mais discutidos foi a avaliação do ENADE, procedimento aplicado nas universidades para acompanhar o desempenho dos alunos. Segundo o presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos Particulares de Ensino Superior no DF (SINDEPES), Dr. Renato Resende, as perguntas da avaliação tem caráter pessoal. “Um exemplo disso é uma das questões da prova a respeito da impressão que o aluno tem da faculdade. Estamos à mercê desta perigosa subjetividade”, enfatizou.

O estudante Thiago Cardoso, que é presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) no DF, criticou a falta de regulamentação para as instituições particulares e comentou a insuficiência de investimentos na educação brasileira nos diversos níveis de ensino.

No debate, o representante da Secretaria de Educação Superior (SESU) do MEC, Murilo Camargo, concordou que é preciso tratar a especialização tanto na base estrutural da educação quanto no nível superior.

 Texto: Jamile Reis – Comunicação Nacional do PRB
Foto: Felipe Muniz

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro