Regularize seu título para votar nas Eleições 2020

Os eleitores devem estar atentos ao prazo de 6 de maio, que é o último dia para regularizar a situação na Justiça Eleitoral

Publicado em 24/02/2020 - 00:00

Brasília (DF) – Eleitores devem ficar atentos quanto ao dia 6 de maio, pois trata-se do último dia para regularizar o título junto à Justiça Eleitoral para poderem votar em outubro. Assim, pessoas que perderam o recadastramento biométrico e tiveram o título cancelado, não justificaram a ausência nas últimas eleições ou ainda desejem alterar o domicílio eleitoral têm até esse dia para se dirigirem ao cartório eleitoral mais próximo a fim de resolver suas pendências.

A data também marca o prazo para emissão do título, alteração de dados cadastrais e transferência do domicílio eleitoral.

A expectativa da Justiça Eleitoral é mais de 146 milhões de eleitores irão às urnas para eleger os vereadores, os prefeitos e os vice-prefeitos dos 5.568 municípios.

A regularidade do título de eleitor é uma exigência para obter diversos outros documentos, além do passaporte, como a carteira de identidade, a carteira de trabalho e o certificado de reservista, entre outros. Por sua vez, a ausência do título impede o cidadão de exercer outros direitos, tais como:

-receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias; e nem obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos.

– inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou Imposto de Renda; e obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

O eleitor que tenha deixado de votar em alguma eleição ou tenha dúvidas se está em dia com suas obrigações eleitorais pode consultar a sua situação no Portal do Tribunal Superior Eleitoral na internet. 

Texto e arte: Agência Republicana de Comunicação – ARCO, com informações do TSE

 

 

Reportar Erro