Cristiane Britto participa de ação pelo fim da violência contra a mulher

Campanha lançada nas redes sociais irá durar 21 dias

Publicado em 23/11/2022 - 11:15

Brasília (DF) – A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Cristiane Britto (Republicanos), participou na última segunda (21), do lançamento da campanha ´´21 Dias pelo fim da violência contra meninas e mulheres“. A ação, é realizada em pelo menos 150 países e tem o objetivo de divulgar cada vez mais a rede de atendimento ao público feminino em situação de violência.

No Brasil, a campanha teve início no último dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra e em virtude da luta contra a violência contra a mulher negra e segue até o próximo dia 10 de dezembro, dia em que é comemorado a Promulgação da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Pelo Mundo, a campanha tem ´´apenas“ 16 dias, começando no dia 25 de novembro, mesma data em que é comemorado o Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres.

Durante as próximas três semanas, diversas ações serão lançadas no site do MMDFH e na biblioteca virtual da pasta, como as Cartilhas de Enfrentamento à violência contra a Mulher, o balanço do 1º ano do Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio, o Webinário de capacitação de OPMs, desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde e a campanha “Laço Branco”, Dia dos Homens pelo fim da violência contra as Mulheres, que ocorrerá entre os dias 06 a 10 de dezembro.

Durante o evento, a ministra falou sobre diversos instrumentos usados no enfrentamento a violência contra a mulher, entre eles, a Lei Maria da Penha. “As iniciativas realizadas nos últimos anos pelo Governo Federal demonstram os avanços neste sentido. Como, por exemplo, as leis sancionadas para proteção da mulher. Para garantir a segurança da mulher, foi legitimada a aplicação da medida protetiva de urgência”, disse.

Disque 180

O Ligue 180 é o principal canal de denúncia de violência contra a mulher. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer lugar do Brasil e 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana e feriados. Além de canal para denúncias, as vítimas tem a disposição de uma rede de acolhimento às mulheres em situação de violência possui órgãos de saúde, segurança pública, justiça e assistência social, como as Casas da Mulher Brasileira (CMBs), e os núcleos Integrados de Atendimento à Mulher (NUIAMs), ligados a Polícia Civil e Delegacias Especializadas no atendimento à Mulher (DEAMs).

Além do número, o canal de denúncia também pode ser acionado pelo site da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, pelo aplicativo dos Direitos Humanos, pelo Telegram e Whatsapp (61) 99656-5008.

Agenda da Campanha:

20 de novembro – Dia da Consciência Negra (início da campanha no Brasil);
25 de novembro – Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres;
29 de novembro – Dia Internacional dos Defensores dos Direitos da Mulher;
1º de dezembro – Dia Mundial de Combate à Aids;
3 de dezembro – Dia Internacional das Pessoas com Deficiência;
6 de dezembro – Dia dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres (campanha do Laço Branco);
10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos e encerramento oficial da campanha.

Leia Mais:

Ministra Cristiane Britto destaca importância da lei que cria a campanha Agosto Lilás

 

Texto e foto: Ascom Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Reportar Erro
Send this to a friend