Idosos Republicanos lança campanha de incentivo à participação no processo eleitoral

Nestas eleições, 14,8 milhões de idosos foram às urnas

Publicado em 07/10/2022 - 17:12

Brasília (DF) –  O movimento Idosos Republicanos lançou, nesta sexta-feira (7), a campanha “A participação da pessoa idosa é essencial no processo eleitoral”, em alusão ao Dia Internacional da Pessoa Idosa.

A inciativa tem como objetivo mostrar a importância da participação desses cidadãos no processo político, que é composto por etapas bem definidas: a campanha eleitoral (propaganda eleitoral) e a eleição (votação e apuração).

Este ano, em uma eleição decisiva para o país, 32,76 milhões de brasileiros aptos a votar não compareceram às urnas. Mas apesar da abstenção recorde um dado chama a atenção: o eleitorado acima de 70 anos cresceu. Apesar de não serem obrigados fizeram questão de votar. Em 2018, 12 milhões de idosos votaram. Já em 2022, 14,8 milhões foram às urnas, um crescimento de 23,33%.

Esse número representa 9,52% de todo o eleitorado apto a votar, e é um reflexo do aumento da expectativa de vida que é crescente no país. Por este motivo, para o secretário nacional do Idosos Republicanos, deputado federal Ossesio Silva (PE), é pertinente trabalhar está temática e incentivar cada vez mais a participação da pessoa idosa no processo eleitoral, mesmo quando o voto é facultativo.

O evento virtual, mediado pelo secretário Ossesio Silva, contou com a participação do secretário executivo do movimento, deputado estadual eleito Ricardo Quirino (GO), e dos secretários estaduais: deputado estadual reeleito José de Arimateia (BA), deputado distrital reeleito Martins Machado (DF), deputado estadual reeleito Jutay Menezes (PB), vereador Alvoni Medina (RS), Alfredo Santana (PE), e Gonçalves Silva (CE).

Texto: Ascom Movimento Idosos Republicanos
Foto: cedida

 

Reportar Erro
Send this to a friend