Vavá Martins visita Praia do Chapéu Virado

Visita à Praia do Chapéu Virado, na Ilha de Mosqueiro, teve como objetivo celebrar ações em alusão ao Dia Mundial do Oceano

Publicado em 11/06/2019 - 00:00

Belém (PA) – O deputado federal Vavá Martins (PRB-PA), idealizador do projeto “Quem Ama Cuida”, e o deputado federal Carlos Gomes (PRB-RS) marcaram presença na Praia do Chapéu Virado, na Ilha de Mosqueiro. O objetivo foi celebrar várias ações em alusão ao Dia Mundial do Oceano, no dia 8 de junho.

Durante à ação, o Vavá Martins conversou com os membros da turma de oceonografia da Universidade Federal do Pará, entre eles Sury Monteiro, professora do curso, e que demonstrou grande preocupação com o meio ambiente e os indícios de poluição nas praias do Pará. “O consumo desenfreado e o uso sem consciência de plásticos têm contribuído para que haja um impacto negativo tanto na paisagem, quanto para os organismos”, relatou a educadora.

Atualmente, 13 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos a cada ano, provocando a morte de 100 mil animais marinhos, além de outros danos.

Para o republicano, é preciso mudar pequenos hábitos para que o meio ambiente seja preservado. “Os indícios demonstram que a sociedade precisa repensar com urgência tudo que tem feito ou deixado de fazer. Afinal, não queremos um oceano de plástico, como sugere os dados em 2050! Microplásticos são inimigos das aves e dos animais aquáticos e isso é um absurdo”, frisou Martins.

Maura Sousa, fundadora do Instituto Bicho D´agua, fez questão de reforçar que medidas emergenciais precisam ser tomadas. “Com o tempo, o instituto percebeu que é necessário trabalhar não somente com animais marinhos, afinal o homem também deve ser considerado bicho d´agua, pois ele se alimenta e necessita de água para sobreviver, então se essa destruição continuar acontecendo, estaremos comprometendo a nós mesmos”, lamentou a pesquisadora.

Texto e fotos: Natália Matos / Ascom – deputado federal Vavá Martins

Reportar Erro