Republicanos vota favorável a pagamento de R$ 600 para autônomos durante pandemia

Projeto prevê o pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber até 1,2 mil durante a pandemia

Publicado em 27/03/2020 - 00:00

Brasília (DF) – A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (26), um projeto que prevê o pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais por três meses. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber até 1,2 mil. A proposta inicial do governo era de R$ 200.

Durante a segunda sessão remota, o líder do Republicanos na Câmara, deputado federal Jhonatan de Jesus (RR), ressaltou o apoio do partido ao projeto que garante o auxílio de emergência.

“A população mais carente corresponde a grande parte do grupo de risco em relação à Covid-19. Nessa crise que estamos, muitas pessoas vão depender do benefício para obter o sustento e, por isso, o valor precisa ser o suficiente. O Republicanos é favorável à proposição e entende a necessidade de que políticas públicas como essa sejam implantadas no enfrentamento a pandemia”, afirmou.

O deputado federal Lafayette de Andrada (Republicanos-MG) seguiu a orientação do líder. “É preciso que o governo tenha uma estratégia coordenada para dar um mecanismo de sobrevivência aos mais pobres. Também é necessário manter de pé as micro, as pequenas e as médias empresas, que nesse período não estarão arrecadando, mas continuarão com suas obrigações, como o pagamento de aluguéis e fornecedores”, argumentou.

Governadores determinaram o fechamento de lojas e empresas, tendo em vista o crescente número de pessoas com coronavírus no país. 2,9 mil casos foram confirmados e 77 mortes estão relacionadas à Covid-19.

Texto: Thifany Batista e Mônica Donato / Ascom – Republicanos na Câmara
Foto: Cedida

Reportar Erro