Republicanos homenageiam 66 anos da Rede Record

Emissora foi homenageada por inúmeros parlamentares e por personalidades do jornalismo e da dramaturgia

Publicado em 25/09/2019 - 00:00

Brasília (DF) – Referência em informação, entretenimento, conteúdo, diversão, cultura e compromisso com a verdade, a TV Record foi tema de sessão solene realizada nesta quarta-feira (25), no Plenário da Câmara dos Deputados. Por iniciativa dos deputados federais Marcos Pereira (Republicanos-SP) e Aroldo Martins (Republicanos-PR), a emissora foi homenageada por inúmeros parlamentares e por personalidades do jornalismo e da dramaturgia.

Republicanos homenageiam 66 anos da Rede RecordO vice-presidente da Casa, deputado Marcos Pereira, definiu o momento de criação da emissora como uma ação corajosa. “Foi o primeiro empreendimento de risco na indústria de telecomunicação do Brasil. Há 66 anos, só existiam um pouco mais de oito mil televisores em São Paulo”, disse.

O parlamentar lembrou de sua trajetória na emissora. “É uma honra participar desta solenidade porque faço parte desta história. Fui diretor, de 2000 a 2010, e vice-presidente da Record, de 2003 até 2010”. Ele também ressaltou a importância da Record na divulgação da cultura brasileira. “São novelas produzidas com a maior qualidade e distribuídas, não somente através dos canais de transmissão no exterior, mas também por outras emissoras que compram o conteúdo já traduzido para vários idiomas, o que leva a arte brasileira para o mundo”, disse.

Republicanos homenageiam 66 anos da Rede RecordEx-presidente da Record Internacional e CEO na Europa, África e Ásia, o deputado Aroldo Martins enfatizou o alcance da emissora no exterior. “A TV Record, que é a televisão mais antiga do país, hoje está em mais 150 países. É a maior televisão de língua portuguesa do mundo e está entre as maiores redes de TV em distribuição, junto com CNN, NBC e BBC Inglesa”, afirmou.

Na avaliação do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, a Record é um dos mais importantes veículos de comunicação do Brasil, cuja história se confunde com a própria história da TV no país. Maia acredita que a emissora tem o poder de “democratizar os meios de comunicação, se apresentando como alternativa para abordagem de temas de interesse nacional e manifestação da pluralidade de opiniões existentes no Brasil”.

Para o presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Márcio Novaes, a emissora trata o telespectador com respeito. “A Record conseguiu fazer algo que a televisão brasileira deixou de fazer há muito tempo: unir a família em torno da TV, sem constrangimento, sem vergonha, sem medo e sem qualquer receio, com histórias contadas há séculos que até hoje entretém e fazem bem a todos nós”, argumentou.

Republicanos homenageiam 66 anos da Rede RecordO presidente da Record, Luiz Claudio Costa, destacou a busca pela veracidade dos fatos, que, segundo ele, foi o que fez da emissora a rede aberta que dedica mais tempo ao jornalismo no país. “A Record tem mostrado os fatos importantes da história do mundo e do Brasil sempre perseguindo a verdade, esse é nosso maior mandamento. Para nós, o fato sempre será a notícia”, pontuou.

A deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ) elogiou o trabalho da emissora no exterior. Ela conta que acompanhou a transmissão da TV em países como Suíça, Angola e Estados Unidos. “Vi o trabalho da Rede Record no exterior e posso dizer que é de excelência, exatamente como no Brasil: um show de transparência, entretenimento, trabalho com coerência, lisura, transparência e um jornalismo de verdade”, comentou.

Repórter da rede desde os anos 90, o deputado federal Celso Russomanno (Republicanos-SP) também ressaltou o compromisso da emissora com os fatos. “Tenho certeza absoluta de que a imparcialidade do jornalismo da TV Record é tudo que nos move dentro da emissora. Nunca nenhum jornalista foi proibido de fazer absolutamente nada, desde que estivesse falando a verdade e de que não fosse Fake News. É dentro desse conceito que a gente caminha na Rede Record de televisão”, frisou.

Republicanos homenageiam 66 anos da Rede RecordEm nome de todos os funcionários, Russomanno agradeceu o carinho que recebe do povo brasileiro. “Isso mostra que viemos para ficar e que a Record, sem dúvida, faz parte da vida de todo o povo brasileiro”, finalizou.

Também compareceram na sessão o diretor da Record TV Brasília, Luciano Ribeiro, a apresentadora Renata Alves, a atriz Beth Goulart, o ator Giuseppe Oristanio e os deputados republicanos Hélio Costa (SC), Júlio César Ribeiro (DF), Vavá Martins (PA), Ossesio Silva (PE), Márcio Marinho (BA), João Roma (BA), entre outras autoridades e representantes da Record TV.

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom – Liderança do Republicanos na Câmara 
Foto: Douglas Gomes

Reportar Erro