O envelhecimento de uma nação

Artigo escrito por Cleber Verde, deputado federal e líder do PRB na Câmara

Publicado em 11/12/2017 - 00:00

Atualmente, existem 23 milhões e meio de pessoas idosas no Brasil, número que, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), deve mais que triplicar nos próximos 20 anos. Ainda pelas contas do órgão, até 2060, a população brasileira com 80 anos ou mais deverá ser representada por cerca de 19 milhões de pessoas, e isso se deve, sobretudo, à expectativa de vida no país que se estende a cada ano. O envelhecimento de uma população é uma das maiores conquistas de uma Nação.

Fico feliz em saber dessas projeções, mas, como parlamentar, sei que essa constatação precisa ser acompanhada, com cuidado, pois os desafios a ela inerentes também vêm juntos.  Mesmo diante desses números, o Brasil tem dois grandes desafios: promover a valorização dos idosos e garantir políticas públicas para que todos envelheçam com qualidade de vida.

Outra boa notícia: o Brasil alcançou a 13ª posição no ranking dos países que oferecem melhor garantia de renda para população acima dos 60 anos de idade, segundo estudo da Global AgeWatch Index de 2015, organização não-governamental que trabalha em prol dos direitos dos idosos.

Tramitam hoje, na Câmara dos Deputados, cerca de 400 projetos de lei que dizem respeito aos idosos. É um número bastante expressivo, que demonstra, claramente, a vontade e o empenho do Poder Legislativo de melhorar a vida das pessoas idosas no nosso país. De minha autoria, destaco cerca de 16 proposições apresentadas com o intuito de beneficiar a vida das pessoas nessa faixa etária.

Sabemos que a falta de segurança e os serviços de saúde estão muito aquém das reais necessidades, mas o cuidado com esses brasileiros não deve ser apenas do Parlamento ou do Governo. Devemos combater o abandono e a violência doméstica, que muitas vezes acontecem no seio familiar, e as demais mazelas sociais que maltratam de maneira física e psicológica centenas, milhares de idosos.

Sejamos gratos, reconhecendo a relevância dos idosos para a construção da sociedade que hoje desfrutamos. Somemos esforços em, não só manter os avanços registrados, mas em aumentar o respeito, a atenção, a paciência e o amor, proporcionando melhores condições de vida e de um envelhecimento digno e feliz.

*Cleber Verde é deputado federal e líder do PRB na Câmara

Reportar Erro