Maria Rosas palestra em seminário esportivo de inclusão da pessoa com deficiência

Deputada abordou tema “a inclusão como mudança de paradigma social”

Publicado em 17/11/2021 - 16:01

São Paulo (SP) – A deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) ministrou palestra no 1º seminário “Juntos pelo Esporte”, realizado em Praia Grande, São Paulo. Na oportunidade, a parlamentar tratou do tema “a inclusão como mudança de paradigma social”.

Eventos como esse nos faz refletir ainda mais sobre as principais dificuldades que os brasileiros com deficiência enfrentam todos os dias. É por meio da informação, de campanhas de esclarecimento, da participação popular e do comprometimento do poder público que é possível implantar inclusão e acessibilidade de qualidade. É com o diálogo contínuo que o nosso país será, de fato, inclusivo”, enfatizou.

O seminário, que teve como objetivo desenvolver o esporte de base e a pessoa com deficiência, reuniu entidades, sociedade civil e atletas da seleção brasileira. “Tivemos a honra de dialogar com os grandes campeões dos Jogos Paralímpicos. E reforço “grandes” porque a experiência me fez constatar que para as pessoas com deficiência não há limites, e sim, superações. Uma prova é a conquista da centésima medalha dourada paralímpica brasileira”, lembrou.

Na Câmara dos Deputados, a republicana é membro titular da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Nos dois primeiros anos de mandato, ocupou a segunda vice-presidência da CPD e, ao longo da sua atuação parlamentar apresentou mais de 23 proposições nesta área, das quais muitas já estão em fase conclusiva.

Entre algumas matérias, está o Projeto de Lei nº 330 de 2020, de sua relatoria, que inclui o esporte de surdos entre os paralímpicos e entre as principais modalidades de benefícios esportivos. Também é relatora do Projeto de Lei 4.175 de 2019, que concede isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto de Importação (II) sobre produtos de tecnologia assistiva destinados às pessoas com deficiência.  A isenção contribui para a inclusão social e reduz as barreiras de acesso às tecnologias de comunicação e locomoção.

“No Parlamento, continuo lutando com engajamento e força pela causa da pessoa com deficiência, buscando ainda, levar conhecimento e envolver a sociedade para a mudança de práticas, comportamentos, padrões e valores das comunidades e das organizações que ainda restringem a participação das pessoas com deficiência”, concluiu.

 

Texto e foto: Ascom – deputada federal Maria Rosas

Reportar Erro
Send this to a friend