Maria Rosas debate direitos da pessoa com deficiência no período de pandemia

Maria Rosas defende que a endometriose seja incluída no Outubro Rosa

A deputada federal Maria Rosas solicitou que o governo federal aperfeiçoamento de ações de atenção à saúde de mulheres com endometriose no SUS

Publicado em 07/10/2019 - 00:00

Brasília (DF) – O Outubro Rosa representa a luta contra o câncer de mama e a conscientização sobre a importância de realizar o diagnóstico precoce. Na Câmara dos Deputados, a parlamentar Maria Rosas (Republicanos-SP) apoia a campanha e chama a atenção para outra questão que acomete seis milhões de mulheres no Brasil: a endometriose.

Para Maria Rosas, as políticas de atenção integral à saúde da mulher devem contemplar demandas no todo. “As campanhas informativas e de autoexame do Outubro Rosa ajudam a milhares de mulheres. Por isso, também sugerimos amplas estratégias de esclarecimento à população sobre a endometriose”, diz.

A deputada apresentou o Requerimento 774/2019, que indica, ao Poder Executivo, o aperfeiçoamento de ações de atenção à saúde de mulheres com endometriose. “A ideia é que se adotem, no âmbito do Sistema Único de Saúde, capacitação de profissionais de saúde para desenvolver o olhar atento para a possibilidade da doença, assegurando o pleno acesso ao diagnóstico e tratamento”, destaca.

Mais sobre a endometriose 

O diagnóstico costuma ser difícil, porque os sintomas da doença nem sempre recebem a atenção necessária. A doença demora entre 7 e 10 anos para ser diagnosticada. Tanto a sociedade – de um modo geral – quanto os profissionais de saúde consideram que toda cólica menstrual faz parte da vida da mulher – um dos sintomas característicos da endometriose. Alguns tratamentos medicamentosos e terapias alternativas são indicados para reduzir a dor e melhorar a qualidade de vida das pacientes.

Texto e fotos: Ascom – deputada federal Maria Rosas
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro