João Campos e Lafayette de Andrada vão compor GT que analisará Projeto de Lei Anticrime

Além dos republicanos, outros cinco parlamentares fazem parte do grupo, que terá um prazo de 90 dias para analisar os projetos

Publicado em 21/03/2019 - 00:00

Brasília (DF) – Os deputados federais João Campos (PRB-GO) e Lafayette de Andrada (PRB-MG) foram designados pelo presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) para integrar o Grupo de Trabalho que vai analisar o Projeto de Lei Anticrime (PL 882/2019), de autoria do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O objetivo é promover um debate entre a sociedade e a comunidade jurídica sobre as mudanças propostas na legislação penal e processual.

João Campos, que é membro da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), vice-presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública e relator do Novo Código de Processo Penal, defende todos os tipos de iniciativas de combate à impunidade. “Defenderei todos os pontos que puderem dar celeridade aos processos, às prisões de condenados em segunda instância e a punição a crimes cometidos principalmente por agentes públicos. O Brasil já não suporta mais impunidade e corrupção”, disse.

O deputado Lafayette de Andrada, membro da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), defende a “união de esforços para construir um Brasil que combata fortemente a corrupção, os crimes violentos e as organizações criminosas”.

Além dos republicanos, outros cinco parlamentares fazem parte do grupo, que terá um prazo de 90 dias para analisar os projetos com setores da sociedade civil e com a comunidade jurídica. O debate subsidiará o trabalho da comissão especial que será instalada na Câmara em seguida para apreciar as propostas.

Texto: Fernanda Cunha / Ascom – Liderança do PRB
Fotos: Douglas Gomes
Fotomontagem: Wanessa Naves

Reportar Erro