Frente parlamentar contra a violência sexual infantil promoverá ação em Mococa (SP)

O evento ocorrerá neste sábado (26), na Praça da Cidadania, localizada na Rua Estados Unidos, no Jardim Lavínia, com programação a partir das 18h

Publicado em 24/05/2019 - 00:00

Mococa (SP) – A Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, coordenada pelo deputado federal Roberto Alves (PRB-SP), realizará, neste sábado (26), uma ação itinerante na cidade de Mococa, em São Paulo. O evento ocorrerá na Praça da Cidadania, localizada na Rua Estados Unidos, no Jardim Lavínia, com programação a partir das 18h.

A ação itinerante foi solicitada pela vereadora Val Miranda (PRB), que é presidente da Comissão da Mulher, Criança e Adolescente da Câmara Municipal de Mococa. O evento contará com apresentações musicais e teatrais, brincadeiras e sorteio de brindes. O Grupo Beija-Flor, formado por jovens moradores da cidade, fará uma apresentação de dança, com tema ligado à criança e adolescente. O coral do Lar Maria Imaculada também irá se apresentar, juntamente com a sua equipe de dança.

A parte musical ficará por conta de uma cantora gospel, um grupo de pagode e uma dupla sertaneja. A garotada irá se divertir com os brinquedos infláveis, algodão doce e distribuição gratuita do gibi Robertinho e Sua Turma 2 – um projeto pedagógico idealizado pelo deputado Roberto Alves para falar com as crianças sobre o abuso sexual infantil na internet.

Urgência

A vereadora Val Miranda destaca que a Frente Parlamentar irá reforçar a campanha contra a violência sexual infantojuvenil em Mococa. De acordo com ela, no ano passado, o Conselho Tutelar registrou 30 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo que 90% dos crimes ocorreram dentro de casa, no ambiente familiar. “Para uma cidade de 68 mil habitantes, 30 casos é número alarmante. Com a Frente Parlamentar, teremos ainda mais atenção da população”, afirmou.

O deputado Roberto Alves explicou que a função da Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é levar informação às famílias e, sobretudo, encorajar as pessoas a denunciar. “É preciso ter coragem para denunciar, por isso, sabemos que cada denúncia é um pedido de socorro. Mas denunciar é importante para que o mal cesse e o criminoso vá para a cadeia”, ponderou.

Texto: Carlos Eduardo Matos / Ascom – deputado federal Roberto Alves
Foto: Cedida

Reportar Erro