Republicano pede monitoramento na fronteira do Acre com a Bolívia e Peru

Deputado federal Manuel Marcos (PRB-AC) sugeriu ao ministro da Defesa a implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) na região

Publicado em 24/06/2019 - 00:00

Republicano pede monitoramento na fronteira do Acre com a Bolívia e Peru
Deputado federal Manuel Marcos (PRB-AC) sugeriu ao ministro da Defesa a implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) na região

Brasília (DF) – O deputado federal Manuel Marcos (PRB-AC) apresentou uma Indicação na qual sugere ao ministro da Defesa, a implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), na região de fronteira do Acre, com a Bolívia e o Peru. 

Segundo o republicano, o Estado do Acre está localizado numa região de tríplice fronteira (Brasil, Peru e Bolívia), onde segundo dados das Organizações das Nações Unidas (ONU), esses dois países que fazem fronteira com o Acre, são responsáveis por 10% do cultivo de coca no mundo, matéria prima da cocaína.

“A implantação do Sisfron será de grande importância no combate ao narcotráfico, contrabando e o tráfico humano, pois várias instituições estão envolvidas no sistema, como Agência de Vigilância em Saúde, Receita Federal, ministério da Saúde, Polícia Rodoviária Federal e Exército Brasileiro, que utilizam equipamentos com tecnologia de ponta, no monitoramento das fronteiras do nosso país”, destaca Manuel Marcos no documento.

Atualmente o Sisfroné operado como projeto piloto em Dourados (MS), pela 4° Brigada de Cavalaria Mecanizada, e constatou grandes avanços no monitoramento da fronteira no Estado do Mato Grosso do Sul.

Texto e foto: Ascom – deputado federal Manuel Marcos 
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro