Ossesio pede apoio para formulação de políticas públicas para mulheres que sofrem com alcoolismo

Para o parlamentar, o corpo feminino é mais vulnerável aos efeitos do álcool.

Publicado em 12/03/2015 - 00:00

Ossesio Silva pede apoio para formulação de políticas públicas destinadas às mulheres que sofrem com alcoolismo
De acordo com o parlamentar, o corpo feminino é mais vulnerável aos efeitos do álcool, e por isso, necessita de uma atenção especial

Recife (PE) – O deputado estadual Ossesio Silva (PRB-PE), solicitou a implementação de medidas urgentes para enfrentar o aumento de casos de alcoolismo entre as mulheres. De acordo com o parlamentar, o corpo feminino é mais vulnerável aos efeitos do álcool, e por isso, necessita de uma atenção especial. O pronunciamento foi feito na última terça-feira (10.03) na tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Segundo o republicano, o último levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que 3,2% das mulheres brasileiras apresentam algum trastorno relacionado ao álcool, sendo que 1,8% tem diagnóstico de dependência. Ossesio destacou, ainda, que outro problema é que apenas 5% das mulheres pedem ajuda espontaneamente para se livrar do vício, por não se conheceram como alcoólatras.

Na avaliação do deputado, o problema merece atenção especial, já que a população feminina tem sofrido bastante com os efeitos do uso contínuo de bebida alcoólica. Ele lembrou que as mulheres estão mais propensas do que os homens à inflamação do fígado e à doença cardíaca. Aquelas que bebem também têm mais chances de desenvolver câncer de mama.

Ossesio pediu o apoio dos demais deputados para a formulação de políticas públicas de enfrentamento ao problema.

Texto: Ascom – Alepe
Edição: Maurizan Cruz / Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro