Marcos Jorge destaca ações do MDIC para impulsionar indústria brasileira

Ministro participou de abertura do Encontro Nacional da Indústria (Enai)

Publicado em 04/07/2018 - 00:00

Marcos Jorge destaca ações do MDIC para impulsionar indústria brasileira
Ministro participou de abertura do Encontro Nacional da Indústria (Enai)

Brasília (DF) – O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge (PRB), participou, nesta terça-feira (3), da abertura do 11º Encontro Nacional da Indústria (Enai), que aconteceu em Brasília. Organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Enai é o mais importante evento do setor, com a participação de cerca de dois mil participantes, entre presidentes de federações estaduais, de sindicatos e de associações setoriais, autoridades dos poderes da República, e especialistas de renomadas instituições nacionais e internacionais. O presidente Michel Temer também participou da cerimônia.

Em seu discurso, Marcos Jorge ressaltou as entregas do MDIC para o setor industrial e para a facilitação do comércio exterior, como o Portal Único de Comércio Exterior. “O módulo de exportações está em pleno funcionamento e, até outubro, vamos lançar o módulo de importações. São medidas importantes para reduzir a burocracia e simplificar o comércio”, disse. Segundo o ministro, o Portal Único simplificou os trâmites para as vendas externas, eliminando documentos, etapas e exigências governamentais, o que reduziu em 40% o prazo para exportações.

Marcos Jorge também mencionou a Agenda Nacional para a Indústria 4.0, lançada pelo governo federal. Ele ressaltou que as medidas incluem linhas de crédito de R$ 9 bilhões para modernização do nosso parque fabril, inclusive das pequenas e médias. “Já é consenso em todo o mundo que as inovações da indústria 4.0 serão um marco no processo produtivo global. E não há porque temer este avanço no Brasil”, ressaltou. “É certo que em pouco tempo nossa indústria passará por uma profunda transformação, que trará enormes benefícios sobre a redução de custos, aumento da produtividade, do controle sobre os processos produtivos”, comentou.

Segundo o ministro, o Programa Brasil Mais Produtivo, que até o ano passado atendeu cerca de três mil empresas que aumentaram a produtividade média em 52%, passará a integrar a Agenda para a Indústria 4.0 com novas edições que vão trabalhar a eficiência energética, a digitalização e a conectividade das empresas. “Haverá novos atendimentos no eixo Digitalização e Conectividade (DC), ação que congrega esforço do programa para a Indústria 4.0. O foco é aumentar a produtividade e aperfeiçoar a gestão da produção com o auxílio da aplicação de sensores nas linhas de produção”, explicou.

Também participaram do evento o presidente da CNI, Robson Andrade, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, o ministro do Trabalho e Emprego, Helton Yomura, o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco e o secretário-geral da Presidência da República, ministro Ronaldo Fonseca.

O presidente Michel Temer destacou que o diálogo com entidades como a CNI é importante para o governo e destacou medidas tomadas pelo governo federal nos últimos dois anos que recolocaram o Brasil na rota do crescimento, como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos gastos públicos, a reforma trabalhista e a reforma do Ensino Médio.

Números da indústria

Em 2017, o setor produtivo respondeu também por 21% do PIB nacional, contribuindo com mais de R$ 1,2 trilhão. A indústria nacional é responsável por empregar quase 10 milhões de brasileiros e responde por 51% das exportações brasileiras.

Texto e foto: Ascom – MDIC

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro