Gilmar Souza Santos consolida ações de habitação na região da Penha

Republicano apresentou as principais ações habitacionais que abrangerá os distritos da Penha, Cangaíba, Vila Matilde e Artur Alvim, onde juntos somam 474 mil pessoas

Publicado em 30/11/2017 - 00:00

Gilmar Souza Santos consolida ações de habitação na região da Penha
Republicano apresentou as principais ações habitacionais que abrangerá os distritos da Penha, Cangaíba, Vila Matilde e Artur Alvim, onde juntos somam 474 mil pessoas

São Paulo (SP) – O secretário adjunto de Habitação de São Paulo, Gilmar Souza Santos (PRB), apresentou, na terça-feira (28), as principais ações habitacionais que abrangerá os distritos da Penha, Cangaíba, Vila Matilde e Artur Alvim, onde juntos somam 474 mil pessoas. O objetivo é consolidar uma gestão participativa e abrir um canal de diálogo transparente com a comunidade.

“Serão 22 mil famílias beneficiadas com procedimentos de regularização fundiária apenas na região da Penha até 2020”, afirmou o republicano ao apresentar o mapeamento e metas para a região.

Entre as áreas particulares estão as regiões de Piratininga, Conjunto Habitacional Cangaíba A, Jardim Arizona Danfer, que somam 4.403 famílias. Em áreas públicas serão beneficiadas 3.407 famílias no Núcleo Assis Ribeiro, Brook Taylor, Coimbra, Jardim Maringá, Miguel Russiano, Sao Quintino.

Gilmar Souza Santos consolida ações de habitação na região da PenhaSegundo Gilmar Souza Santos, as ações de regularização fundiária permitirão às famílias a segurança na posse do imóvel. “Precisamos discutir juntos políticas públicas que representem a real necessidade da comunidade. São necessárias ações conjuntas que garantam a efetividade dos benefícios para população local, por isso estamos aqui para ouvir a comunidade”, disse o secretário do PRB ao argumentar sobre a importância de uma gestão participativa.

No perímetro da Penha, são 5.079 famílias atendidas com auxílio aluguel, famílias que vivem em situação de extrema vulnerabilidade ou em frentes de obras públicas. “A Secretaria trabalha para enfrentar um déficit habitacional significativo, são mais de 370 mil famílias que precisam de novas moradias, visitamos comunidades em áreas de extremo risco e estamos implementando ações dentro da limitação da pasta para atender essas famílias”, afirmou.

Segundo a prefeita regional Penha, Fernanda Galdino, “essa parceria entre a Secretaria e Prefeitura Regional é essencial para esclarecer as dúvidas dos moradores e mostrar o quanto a gestão participativa é importante para o desenvolvimento da cidade”.

Texto e foto: Ascom – Secretaria de Habitação de São Paulo

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro