Bancadas tentarão anular no STF urgência para royalties

Eduardo Lopes relembra ressalta os gastos e prejuízos ambientais dos estados produtores de petróleo

Publicado em 17/12/2012 - 00:00

Bancadas tentarão anular no STF urgência para royalties
Eduardo Lopes relembra ressalta os gastos e prejuízos ambientais dos estados produtores de petróleo

Brasília (DF) – Em discurso, o senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) afirmou que a sessão do Congresso Nacional em que foi aprovado o requerimento de urgência para a apreciação dos vetos da presidente da República à lei dos royalties vai entrar para a história por ter desrespeitado os regimentos internos do Parlamento e a própria Constituição. O senador informou, na última semana, que as bancadas do Rio de Janeiro e do Espírito Santo devem recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que a sessão e a aprovação do requerimento de urgência sejam consideradas nulas.

De acordo com Eduardo Lopes, o requerimento de urgência deveria ser apreciado conforme o Regimento Interno do Senado Federal, e não conforme o Regimento Interno da Câmara dos Deputados. Ele explicou que o Regimento Comum (que regula as sessões do Congresso Nacional) prevê que lacunas em suas disposições serão solucionadas consultando-se em primeiro lugar o Regimento do Senado e não o da Câmara.

“Vamos ao STF para anular essa votação. Royalty não é petróleo. Royalty é compensação pelos gastos e prejuízos ambientais dos estados produtores”, disse.

Eduardo Lopes condenou os outros estados brasileiros por quererem ficar com parcelas maiores também referentes a contratos de petróleo já licitados e não apenas dos contratos futuros.

Fonte: Agência Senado
Foto: Waldemir Barreto

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro