Cristiane Britto debate ações voltadas às gestantes vulneráveis

Cristiane Britto debate ações voltadas às gestantes vulneráveis

Secretária nacional de Políticas para Mulheres participou de seminário na Câmara dos Deputados e destacou a sensibilidade da pauta

Publicado em 21/10/2019 - 00:00

Brasília (DF) – A secretária nacional de Políticas para as Mulheres, Cristiane Britto (Republicanos-DF), participou, na quarta-feira (16), na Câmara dos Deputados, do Seminário de Boas Práticas de Atendimento à Gestante Vulnerável.  A programação incluiu apresentação de 12 instituições que realizam ações em prol das gestantes e bebês de forma voluntária.

O evento promovido pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), da qual a republicana é titular, contou com a presença da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), que abriu o evento e destacou a mudança que o país vivencia no sentido de ter um governo que atua considerando a ótica da família e da preservação da vida desde a concepção.

Na oportunidade, Cristiane Britto destacou a sensibilidade da pauta. “É preciso entender a complexidade que envolve uma adolescente, o preconceito vivenciado ainda hoje por mulheres solteiras e as necessidades das gestantes que passam por dificuldades socioeconômicas. É preciso um olhar diferenciado, é preciso escutar quem acolhe boa parte dessas mulheres para enfim cumprir a missão de propor políticas públicas diferentes”.

Também integrante do MMFDH, a secretária nacional da Família, Angela Gandra, participou do evento e defendeu a preservação da vida. “Esse evento é muito importante para que apoiemos as pessoas que muitas vezes não têm condição de acolher a vida no primeiro momento. Cabe a nós oferecer um suporte, uma plataforma para que se possa exercer esse primeiro direito, que é o direito a nascer”, disse.

Após a encerramento da mesa de autoridades, as casas de apoio apresentaram os serviços que são ofertados de forma voluntária, como o acolhimento relacional, a capacitação profissional de mães com dificuldade inserção no mercado de trabalho, atendimento psicológico, realização de pré-natal e até mesmo apoio material na produção do enxoval.

Atribuições

Publicado em janeiro deste ano, o Decreto nº 9.673 incluiu entre as atribuições da SNPM a promoção de políticas públicas voltadas para a maternidade. Essa é a primeira vez que a Secretaria tem como foco a temática da gestação no que diz respeito à estrutura organizacional.

Texto e foto: Ascom – MMFDH
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro