Cristiane Britto acompanha vítimas de abusos sexuais em Uruburetama (CE)

Cristiane Britto acompanha vítimas de abusos sexuais em Uruburetama (CE)

“Vamos apoiar essas mulheres e assegurar que seja feita justiça. Colocamos à disposição do Governo do Ceará a estrutura do Governo Federal para atuar no caso”, afirmou a secretária

Publicado em 26/07/2019 - 00:00

Uruburetama (CE) – Na terça e quarta-feira (23 e 24), uma comitiva do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), liderada pela secretária nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto (PRB), esteve no município de Uruburetama, Ceará, para acompanhar e garantir suporte às vítimas do prefeito afastado José Hilson de Paiva, denunciado por abuso sexual de várias mulheres desde a década de 1980.

O andamento das investigações também foi destaque da missão, que incluiu visitas à delegacia, Fórum do município, Procuradoria-Geral do estado e Governo do Ceará.

O primeiro encontro da comitiva foi com as mulheres que sofreram violência. Em diálogo promovido pelo Ministério Público do Ceará, a secretária Cristiane ressaltou a importância do acolhimento. “O que encontramos foram mulheres em situação de vulnerabilidade, algumas foram tratadas como loucas, totalmente desacreditadas. Vamos apoiar essas mulheres e assegurar que seja feita justiça. Colocamos à disposição do Governo do Ceará a estrutura do Governo Federal para atuar no caso”, afirmou a secretária.

Após o diálogo com as mulheres, a equipe seguiu para a delegacia para verificar as condições oferecidas no processo investigatório. Na sequência, o diálogo foi com o juiz da comarca, ocasião na qual a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres (SNPM) pediu pelas mulheres.

Capital

Em Fortaleza, a secretária Cristiane dialogou com o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, e pediu celeridade. Na oportunidade, o jurista garantiu que o Ministério Público vai reunir provas e agir de forma técnica, buscando dar uma resposta efetiva às condutas criminosas.

A comitiva encerrou a missão no Ceará em audiência com a vice-governadora, Isolda Cela. No encontro, a representante do MMFDH propôs a criação de grupo de trabalho envolvendo o Governo Federal, governo estadual e Ministério Público.

A SNPM/MMFDH seguirá acompanhando o caso e já destacou um profissional para prosseguir com o trabalho e garantir apoio psicológico às mulheres.

Texto e foto: Ascom – Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Reportar Erro