Vereadora Leide debate feminicídio em Duque de Caxias

Vereadora Leide debate feminicídio em Duque de Caxias

Republicana é presidente da Comissão dos Direitos da Mulher e autora de iniciativa que criou um aplicativo para que as mulheres denunciem atos de violência na cidade

Publicado em 19/06/2019 - 00:00

Duque de Caxias (RJ) – A vereadora Leide participou, na quarta-feira (12), de fórum promovido pela Prefeitura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, para debater o alto índice de feminicídios que vêm ocorrendo na cidade.

O município apresenta número recorde nos índices de violência feminina no estado do Rio de Janeiro, o que levou a Prefeitura a promover campanha para combater os avanços da violência contra as mulheres. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), em 2018 foram registrados mais de 3,8 mil casos na cidade.

“Nos incomodamos e nos chocamos muito com todos os números apresentados. Vale ressaltar que a Câmara de Duque de Caxias não está omissa a estas questões. Eu como vereadora, minha primeira iniciativa foi criar a Comissão Permanente do Direito da Mulher, em 2005. Um dos nossos maiores sonhos era este que está acontecendo hoje, a integração dos poderes públicos”, destacou Leide.

Com o objetivo de promover o combate ao feminicídio, a vereadora Leide é autora de projeto de lei que criou o aplicativo “Jogo de Damas” para orientar e incentivar as mulheres a denunciarem os atos de violência na cidade.

“O aplicativo tem como finalidade ser um facilitador de denúncias de violência contra as mulheres no nosso município”, disse Leide.

O aplicativo nasceu de uma parceria da Comissão dos Direitos da Mulher com alunas da Universidade Unigranrio, por meio do coordenador do curso de TI, professor Arthur William.

Texto e foto: Ascom – vereadora Leide
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro