Toré Lima quer tornar obrigatória fiação subterrânea em Belém

A ideia é que a mudança seja progressiva, ao longo de dez anos, na proporção de 10% a cada ano

Publicado em 10/02/2019 - 00:00

Belém (PA) – O vereador Toré Lima (PRB) apresentou, na semana passada, projeto de lei que obriga concessionárias de energia elétrica a retirar postes, transformadores, cabos de transmissão e fios de distribuição das vias públicas e instalar essas redes em estruturas sob o solo. A ideia é que a mudança seja progressiva, ao longo de dez anos, na proporção de 10% a cada ano.

O republicano destaca, que neste período, todos os cabos e fios de distribuição de energia elétrica, de telefonia, televisão a cabo e de internet deixem de ser esticados e apoiados em postes nas laterais das ruas, passando a ser instalados em estruturas exclusivamente subterrâneas. Restariam apenas postes para a iluminação pública.

Para Toré Lima, além de evitar acidentes, a iniciativa também contribui para a preservação das redes de distribuição de energia elétrica. “Mantidas da forma como estão hoje, essas redes estão sujeitas às intempéries naturais, como ventos fortes e tempestades, ou ao vandalismo e risco de acidentes graves de trânsito. A arborização dos logradouros públicos também passaria a ser melhor preservada, pois não haveria mais a necessidade de podar árvores para preservar as redes de distribuição, ou mesmo abatê-las”, avaliou.

O vereador do PRB lembrou, ainda, que nos casos de interrupção no fornecimento de energia elétrica e telefonia, a maioria dos casos se dá pela queda de árvores sobre as redes de distribuição sustentadas em postes.

Cidade mais bonita

Toré Lima destacou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) recomenda a instalação de redes subterrâneas de distribuição de energia.

Na proposta de lei, as empresas concessionárias terão prazo de 180 dias, após a aprovação da lei, para apresentar ao Poder Público Municipal plano de execução das obras, discutido e elaborado com a participação de representantes dos poderes Executivo e Legislativo de Belém e da sociedade civil local.

O parlamentar informa, ainda, que a cidade de americana de Mephis, em 1907, foi uma das primeiras a tornar obrigatória a construção de redes subterrâneas para a distribuição de energia e telefonia. Muitas cidades brasileiras, especialmente nos estados de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Goiás, além da capital federal, já adotaram tais modelos.

“Chegou a hora da nossa Cidade das Mangueiras iniciar semelhante mudança. Sem postes e aquela parafernália de fios, cabos e transformadores, nossa cidade ficará mais bonita”, concluiu Toré Lima.

Texto e foto: Ascom – vereador Toré Lima
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro