Sancionada lei que incentiva prática de artes marciais em Campinas

Sancionada lei que incentiva prática de artes marciais em Campinas

Lei do vereador Fernando Mendes institui o “Dezembro Faixa Preta” dedicado a promover a inserção das artes marciais nas escolas e instituições do município

Publicado em 18/11/2019 - 00:00

Campinas (SP) – O poder Executivo de Campinas sancionou, na quarta-feira (13), lei de autoria do vereador Fernando Mendes (Republicanos) que inclui no calendário municipal o “Dezembro Faixa Preta”, que tem como objetivo instituir naquele mês a divulgação, reflexão e a inserção das artes marciais nas escolas e instituições do município.

Na prática, o projeto tem como objetivo realizar a promoção de palestras em escolas, eventos e atividades educativas com foco nas artes marciais.

“O Dezembro Faixa Preta é uma oportunidade para ressaltarmos o trabalho dos mestres de artes marciais da nossa cidade. Campinas já é uma cidade referência, com grandes mestres e, com esta lei, nós vamos tornar as artes marciais mais conhecidas”, disse o prefeito Jonas Donizette.

De acordo com Mendes, o esporte funciona como ferramenta de auxílio na formação de pessoas, proporcionando o bem-estar físico e mental. Sendo, portanto, merecedora de reconhecimento.  “A lei serve para corrigir uma injustiça com a classe das artes marciais”, disse.

“A popularização das artes marciais é fundamental para estimular a prática da mesma. Eu tenho certeza que Campinas, que já é um polo das artes marciais, ampliará muito mais”, destacou o secretário de esportes Dário Saadi.

Praticante de artes marciais há mais de cinquenta anos, o árbitro de MMA e mestre de Jiu Jitsu, Roberto Thomaz enfatizou a importância do esporte como ferramenta de auxílio aos jovens: “ A arte marcial é um esporte que, além de ajudar no condicionamento físico e mental, auxilia na construção do caráter, pois ali a criança, o jovem aprende o que é o respeito e a disciplina”, acrescentou.

Texto e foto: Ascom – vereador Fernando Mendes
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro