Robson Magela propõe fórum comunitário para debater situação de servidores da Educação

“O problema é que os servidores da Educação que entraram na Prefeitura depois de 2009 não tiveram nenhuma progressão”, justifica o vereador republicano

Publicado em 14/02/2019 - 00:00

Araxá (MG) – Durante reunião ordinária de terça-feira (12), na câmara municipal, o vereador Robson Magela (PRB) solicitou a realização de um Fórum Comunitário para debater o problema enfrentando pelos servidores da Secretaria Municipal de Educação que ingressaram na Prefeitura de Araxá depois de 2009. Esses servidores não têm direito ao recebimento do quinquênio e não tiveram a progressão prevista na lei municipal que criou o Plano de Carreira, Remuneração e Valorização dos Profissionais da Educação.

Robson não escondeu a sua indignação por ter um pedido de Fórum Comunitário recusado em 2018. “Temos uma nova Mesa Diretora aqui na Câmara de Vereadores e a partir de agora teremos novamente a realização dos Fóruns Comunitários, bem diferente do ano passado quando apresentei um pedido para a realização de um fórum para debater a construção de viadutos em Araxá e o mesmo não foi realizado porque não quiseram contrariar o prefeito”, relatou o vereador.

O republicano informou que, de acordo com a lei municipal que criou o Plano de Carreira, Remuneração e Valorização dos Profissionais da Educação, os servidores que ingressaram nos quadros da Secretaria de Educação a partir de 2009, não receberiam o adicional de quinquênio porque teriam direito à progressão horizontal. “O problema é que os servidores da Educação que entraram na Prefeitura depois de 2009 não tiveram nenhuma progressão, pois o Plano de Carreira ainda não foi colocado em prática. Os servidores das outras áreas que ingressaram na Prefeitura junto com os da Secretaria de Educação já recebem os seus quinquênios. Enquanto isso, os servidores continuam no prejuízo, pois estão sem a progressão”, explicou Robson Magela.

O vereador do PRB pediu que sejam convidados para o Fórum, o prefeito Aracely de Paula; a secretária municipal de Educação Gessy Glória Lemos; o procurador-geral do Município Dr. Jonathan Renaud de Oliveira Ferreira; o promotor de Justiça Dr. Marcus Paulo Queiroz Macêdo; o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais das Prefeituras, Câmaras e Autarquias do Planalto de Araxá (Sinplalto) Hely Aires; a presidente da Associação dos Servidores Públicos da Prefeitura e Câmara Municipal de Araxá (Aserpa), Marlene de Fátima Oliveira Rodrigues; além de servidores da Secretaria Municipal de Educação e imprensa.

Texto e foto: Ascom – vereador Robson Magela

Reportar Erro