Crivella ressalta espírito solidário do carioca na abertura da Feira da Providência

Crivella ressalta espírito solidário do carioca na Feira da Providência

Neste ano, a Feira da Providência, realizada pela Arquidiocese do Rio, com apoio da prefeitura e do governo estadual, tem como tema “Mais diálogo, mais amor”

Publicado em 05/12/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) destacou o espírito solidário e a vocação do povo carioca para ajudar o próximo, durante discurso na abertura oficial da 59ª edição da Feira da Providência, feita pelo cardeal arcebispo da cidade, dom Orani Tempesta, com a presença também do vice-governador Claudio Castro, no Riocentro. A feira começa nesta quarta-feira, 4 de dezembro, e vai até domingo, dia 8. E reúne cerca de 300 expositores de mais de 20 países e 10 estados, num total de participantes 32% maior do que na edição anterior.

“A prefeitura tem apoiado o evento, e quer apoiar ainda mais. Vamos trazer para cá nossas crianças da rede municipal de educação, para verem o carinho com que cada expositor montou suas barracas. É um momento lindo. A natureza humana está muito bem representada nesse espírito de solidariedade da nossa terra. Isso é o carioca”, afirmou Crivella.

Neste ano, a Feira da Providência, realizada pela Arquidiocese do Rio, com apoio da Prefeitura e do governo estadual, tem como tema “Mais diálogo, mais amor”. Dom Orani ressaltou os valores presentes na iniciativa, como a luta contra a desigualdade social e a defesa dos direitos de jovens, adultos e famílias que vivem em situação de pobreza extrema. O Banco da Providência, organização social sem fins lucrativos, promove capacitação profissional e geração de riqueza entre a população mais necessitada, com ações beneficentes.

“Declaro aberta a 59ª Feira da Providência”, abençoou o arcebispo.

A feira celebra a beleza da diversidade, segundo seus organizadores, com exposição de produtos típicos e culinária regional, numa exaltação à união, ao respeito e às diferenças.

Para os visitantes, são muitas opções de compras, lazer e diversão, numa programação que oferece apresentações de danças, manifestações folclóricas e recreação infantil.

“É uma alegria participar da Feira da Providência, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. A cidade investe R$ 54 milhões em cultura. Sabemos a importância do Banco da Providência na questão do desafio das desigualdades sociais”, declarou o secretário de Cultura do Município, Adolpho Konder.

Durante a visita à Feira, Crivella prestigiou estandes de diversos países e fez compras no de Portugal. Ele conheceu também o da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), onde conversou com os servidores que representam a Prefeitura do Rio no evento.

O prefeito estava acompanhado de diversos secretários municipais cujas pastas participam da Feira, como os de Saúde, Beatriz Busch; de Educação, Talma Romero Suane; de Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI), Renato Moura; e de Assistência Social e Direitos Humanos, João Mendes de Jesus.

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Fotos: Marcos de Paula
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro