Crivella lança aplicativo para população avaliar serviços de saúde

O aplicativo saude.rio está disponível na plataforma Android e, em breve, também no sistema IOS

Publicado em 13/03/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) lançou na terça-feira (12), no Palácio da Cidade, em Botafogo, o aplicativo saude.rio. A plataforma, encomendada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e desenvolvida pela IplanRio (Empresa Municipal de Informática), possibilita, nesta primeira versão, que o usuário avalie o serviço prestado pelas equipes de Atenção Primária, ou seja, o atendimento nas clínicas de família e nos centros municipais de saúde. A iniciativa está dentro do conceito das cidades inteligentes, em que a tecnologia é usada para melhorar o acesso, a transparência e a integração da sociedade com os serviços públicos.

“O aplicativo coloca na mão do nosso usuário a avaliação. Ou seja, o sistema será melhor se ele (usuário) avaliar. Se ele disser assim, fui mal atendido, nós vamos imediatamente tomar providências. Vamos chegar nessa clínica da família, nesse hospital e nessa maternidade e dizer assim. “Olha, vocês foram mal avaliados pelo cliente. O que houve?” Vamos ter autoridade para chegar lá e tomar providências”, explicou o prefeito, que ressaltou a importância da avaliação feita pelos pacientes: “Quando eu vou ao hospital, eu vejo as pessoas reclamando com muito nervosismo. Mas, quando agradecem, é um sussurro no meu ouvido, lá na enfermaria. Agora, com o aplicativo na mão, as pessoas vão poder também elogiar no momento em que forem bem atendidas”.

O aplicativo saude.rio está disponível na plataforma Android e, em breve, também no sistema IOS. Após baixá-lo, o acesso é bem fácil. É necessário preencher um cadastro com CPF, nome completo e CEP, e criar uma senha. Assim que essas informações forem fornecidas, a plataforma mostrará qual unidade de saúde da Atenção Primária é referência para o usuário.

Após esse passo, o usuário é levado a responder a cinco perguntas: se foi atendido, o tempo de espera, a limpeza da unidade, a equipe de profissionais e sua avaliação da unidade de saúde. “Na primeira versão do aplicativo, a IplanRio desenvolveu a avaliação do serviço de saúde, conforme solicitado pelo prefeito. Nas próximas versões, será possível também ter acesso à agenda de exames e consultas marcados pela Central Municipal de Regulação, saber onde pegar medicamentos, marcar consultas, entre outras funcionalidades”, explicou Julio Urdangarin, presidente da IplanRio.

Além de dar maior transparência, o aplicativo saude.rio vai servir para melhorar a gestão desses serviços na ponta, com a participação do usuário, acredita a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

“Com esse retorno qualitativo, nós, gestores, poderemos rever procedimentos e protocolos e aprimorar o atendimento de saúde oferecido à população. A ideia é oferecer aos profissionais de saúde uma proposta colaborativa e meritocrática”, afirmou a secretária de Saúde.

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Foto: Mariana Ramos

Reportar Erro