Crivella comemora “Carnaval dos Recordes”

Prefeito do Rio de Janeiro destacou, principalmente, dentre os números positivos, o do investimento do setor privado na festa, o maior até hoje: R$ 41 milhões

Publicado em 07/03/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) comemorou nesta quarta-feira (6), o resultado do Carnaval 2019, que ele classificou como sendo o “Carnaval dos Recordes”. A avaliação foi feita após reunião de trabalho, em plena quarta-feira de cinzas, da qual participaram secretários e presidentes de empresas púbicas, como Marcelo Alves, da Ritotur. No encontro foi feito um balanço da atuação dos órgãos municipais no evento.

Crivella destacou, principalmente, dentre os números positivos, o do investimento do setor privado na festa, o maior até hoje: R$ 41 milhões. E também o resultado de uma pesquisa encomendada pela Riotur, em parceria com a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), que mostrou índice de satisfação de 98% entre os turistas que vieram para a folia carioca.

“A gente tem muitos recordes a comemorar, mas o mais importante é o de financiamento da iniciativa privada. Foram R$ 41 milhões para o Carnaval. Isso faz com que a Prefeitura coloque menos recursos públicos, o que é um grande benefício para todos nós. O Carnaval precisa ter sustentabilidade, viabilidade. É a maior festa do mundo, não faz sentido nenhum ele viver de recursos públicos”, destacou o prefeito. “Tivemos lotação recorde nos hotéis. Foi um Carnaval maravilhoso, lindo”, completou Crivella.

A Pesquisa

O levantamento da Riotur foi feito com em diferentes pontos da cidade e constatou que 98,4% dos estrangeiros vão recomendar a Cidade Maravilhosa como destino turístico. Esse resultado supera os de outra pesquisa, feita em 2018, em que 95% dos turistas já haviam aprovado a cidade.

Entre os entrevistados estavam foliões de vários países. Os mais significativos eram: Argentina (8,0%), Chile (5,6%); França (2,4%), Estados Unidos (1,6%), Portugal (1,6%), Nova Zelândia (1,6%), Alemanha (1,6%) e Uruguai (1,6%).

Já entre os Brasileiros, os paulistas foram os que mais escolheram o Rio como destino para as folias de Momo. Vamos aos números: São Paulo (19,2%), Minas Gerais (8,0%), Ceará (4,8%), Rio de Janeiro (4,0%), Espírito Santo (4,0%), Bahia (4,0%), RS (3,2%), PE (2,4%).

A pesquisa também mostrou alta satisfação em outros indicadores.

Limpeza Pública

Ótimo: 8%
Bom: 48%
Regular: 20%
Ruim: 11,2%
Péssimo: 12%

Segurança Pública

Ótimo: 4,8%
Bom: 58,4%
Regular: 23,2%
Ruim: 5,6%
Péssimo: 4,8%

Sinalização Turística

Ótimo: 7,2%
Bom: 62,4%
Regular: 18,4%
Ruim: 4,8%
Péssimo: 4,8%

Informação Turística

Ótimo: 11,2%
Bom: 61,6%
Regular: 17,6%
Ruim: 4,8%
Péssimo: 4%

Recordes do Carnaval 2019

Terreirão do Samba

O equipamento municipal de cultura teve sucesso de público nos cinco dias de folia. Desde a sexta-feira passada até a noite de terça, mais de 27 mil pessoas aproveitaram as atrações musicais e gastronômicas, contra 23,5 mil em 2018. O crescimento é de 15%. A programação especial do Carnaval 2019 do Terreirão ainda terá mais três dias de atrações: nesta Quarta de Cinzas; na próxima sexta e também no sábado.

Taxi.rio

A plataforma de mobilidade, que pelo segundo ano seguido disponibilizou um ponto próximo ao Sambódromo, para facilitar o deslocamento dos foliões, registrou aumento de 10% no número de corridas, mesmo sem ainda comparar com os dados do próximo fim de semana, no Desfile das Campeãs. Em quatro noites de 2019, o serviço alcançou 2.771 corridas de táxi, mais do que as 2.523 em cinco noites (com as Campeãs) de 2018.

Sinalização especial de trânsito

Foram implantados pela CET-Rio 1.956 galhardetes, 1.046 placas e 88 faixas, com acréscimo de 18% em relação ao ano passado. A sinalização orienta motoristas e pedestres sobre mudanças no trânsito, bloqueios e sentidos de ruas. A CET-Rio utilize 360 agentes de trânsito nas ações de carnaval.

Operações contra estacionamento irregular

Para coibir abusos e ampliar a cobertura em pontos e corredores estratégicos que impactam na fluidez do trânsito durante o Carnaval, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) aumentou o número de reboques de 18, no ano passado, para 50 este ano. Nos cinco dias de folia de 2019, foram removidos pela Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer) 173% mais veículos do que no mesmo período de 2018: 1.599 contra 584. O estacionamento irregular é uma das denúncias mais comuns de cidadãos ao serviço 1746 durante o período de folia carnavalesca. Os veículos apreendidos são encaminhados para um dos dois depósitos municipais (na Avenida Pedro II, 67, São Cristóvão, e na Rua Omar Bandeira Ramidan Sobrinho, 1, no Recreio dos Bandeirantes). Ambos funcionam diariamente, das 8h às 17h. Para mais informações: http://www.rio.rj.gov.br/web/seop/exibeconteudo?id=6840042.

Procon Carioca

O número de vistorias e fiscalizações a estabelecimentos no Sambódromo, nas noites de desfile das escolas de samba, cresceu 26%. Em todo o ano de 2018, foram 68 ações. Em 2019 ocorreram 84, e ainda falta contabilizar o próximo fim de semana, do Desfile das Campeãs. Lanchonetes, lojas, quiosques e camarotes tiveram inspecionadas pelos agentes suas condições de segurança (lotação, extintores de incêndio e saídas de emergência), de higiene e de obediência ao Código de Defesa do Consumidor. Houve flagrantes de alimentos impróprios para o consumo e sem datas de fabricação e validade, todos devidamente descartados pelos agentes. E também casos de falta de alvará e até de um camarote com a porta de saída de emergência trancada com cadeado. Foram feitas seis notificações, enquanto que em 2018, apenas duas.

Identificação de Crianças em blocos

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) intensificou esse serviço em 2019. O aumento nas ações foi de quase o triplo: 266%. No ano passado, foram identificadas com pulserinha (contendo nome, telefone e dados do responsável) 1.300 crianças. Neste ano o número subiu para 3.463.

Vigilância Sanitária

A Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses ampliou sua atuação neste carnaval. E apostou na prevenção, com ações educativas, como campanhas, palestras e a distribuição de folhetos. Na ampliação das prévias, a Vigilância aumentou as capacitações em 25% (de 719, no ano passado, para 891 neste ano), e as inspeções em 210% (de 277 para 848). Durante o carnaval, essas ações resultaram em reduções expressivas, como 176% no descarte de alimentos (de 138 quilos para 50) e 23% nas infrações (de 73 para 59).

O maior ganho foi na redução de riscos dos alimentos consumidos. No ano passado, das 84 amostras coletadas para análise, 28 delas (35%) deram resultados insatisfatórios. Este ano, das 61 amostras coletadas, apenas três (5%) foram insatisfatórias, com uma redução de 30% em relação a 2018.

Comlurb

Neste ano, a Prefeitura do Rio aumentou em 33% a quantidade de veículos utilizados pela Comlurb no trabalho de coleta de lixo em blocos de rua e no Sambódromo. O número saltou de 300, em 2018, para 400 em 2019, numa ação para manter a cidade limpa em meio à folia. Desde o pré-carnaval até a Terça-feira Gorda, a Comlurb recolheu 707 toneladas de resíduos dos blocos, e outras 304 toneladas da Passarela do Samba.

Após os desfiles das Escolas Mirins , na noite de terça-feira (5/3) e na manhã desta quarta, a Comlurb recolheu 4,2 toneladas de resíduos no Sambódromo. O trabalho foi feito nas pistas e nas áreas interna e externa da Passarela. Desde o início da Operação Carnaval no Sambódromo, na quinta-feira passada, foram recolhidas 303,9 toneladas de resíduos orgânicos.

A quantidade de resíduos potencialmente recicláveis somou 250 kg durante os desfiles de terça-feira, no Sambódromo, totalizando 6,4 toneladas desde sábado. O material reciclado será encaminhado para as cooperativas de catadores credenciadas à Comlurb. Vale ressaltar que catadores cooperativados estão atuando ativamente e organizados, com apoio de dois caminhões coletores, somando aos esforços da Comlurb para uma maior coleta de recicláveis.

A Comlurb recolheu mais de 113 toneladas de resíduos nos blocos que desfilaram na terça-feira (05/03) na cidade. Só o bloco Fervo da Lud, mesmo encerrado antecipadamente, gerou mais de 37 toneladas. Desde o dia 16/2 até hoje foram retiradas 706,9 toneladas de resíduos dos blocos. Já o desfile do Grupo C, na Intendente Magalhães, na segunda-feira, somou 6,9 toneladas de resíduos, totalizando 15,5 toneladas em três dias.

As equipes do Lixo Zero aplicaram, na terça-feira, 131 multas por urinar em vias públicas, no valor de R$ 563,30, cada, e 27 pelo descarte irregular de pequenos resíduos, no valor de R$ 205,60. Desde o início da Operação Carnaval, no dia 16/2, já foram registradas 999 infrações pelas equipes do Lixo Zero nos blocos, sendo 791 por urinar na rua e 208 para descarte irregular de pequenos resíduos.

A Comlurb está disponibilizando cinco mil contêineres em todos os pontos de apresentação do carnaval de rua, e 15 mil papeleiras novas em toda a cidade, e pede para que os foliões colaborem, dando o descarte correto do lixo e mantendo limpas as ruas.

Vale lembrar que a Operação Carnaval 2019 da Comlurb teve início no dia 16/2 e será encerrada no próximo domingo, dia 10/3, após os desfiles na Intendente Magalhães e das escolas campeãs no Sambódromo, além da passagem dos blocos do fim de semana, incluindo o Monobloco, que fecha o Carnaval 2019.

Total garis no Carnaval – 7.686
Total de garis nos blocos – 1.944
Total de garis no Sambódromo – 4.818
Total de garis no carnaval nos coretos e bairros – 624
Total de garis na Intendente Magalhães – 300
Total de resíduos recolhidos nos Blocos – 707 toneladas
Total de resíduos do Sambódromo – 304 toneladas
Total de resíduos do carnaval nos bairros – 40,9 toneladas
Total de resíduos dos desfiles da Intendente Magalhães – 15,5 toneladas
Total geral de resíduos recolhidos em toda a cidade – 1.067,4 toneladas
Lixo Zero: Total de multas – 999
Pessoas flagradas urinando em vias públicas – 791
Pessoas flagradas jogando pequenos resíduos no chão, como papel, latinhas, garrafas e embalagens em geral – 208.

Texto e foto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro