Crivella anuncia mais recursos e novos serviços no Hospital Pedro II

Serão abertos novos leitos de alta complexidade e contratados 300 novos profissionais

Publicado em 19/01/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) anunciou, na quinta-feira (17), novos investimentos e aumento na oferta de serviços no Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz. O prefeito determinou que sejam repassados R$ 44 milhões a mais para a unidade, o que permitirá a abertura de 25 leitos de alta complexidade, contratar mais de 300 novos profissionais e ampliar os serviços para a população. As melhorias serão possíveis graças a uma licitação que ocorrerá este ano.

“Com estes investimentos, vamos ampliar o número de médicos que farão o atendimento à população que necessita de cuidados. Além disso, aumentaremos o número de leitos de terapia intensiva e de tratamento de queimados”, disse Crivella.

Os leitos que entrarão em funcionamento são de Terapia Intensiva e Tratamento de Queimados, que estavam fechados há meses por restrições financeiras. As novas contratações serão, prioritariamente, para a equipe de enfermagem, solicitação importante do corpo clínico da unidade que agora será atendida.

Os recursos investidos na unidade fazem parte da meta da gestão municipal de aplicar a maior fatia do orçamento da Prefeitura na área da Saúde – hoje cerca de 25% -, bem acima do que é estabelecido por lei (15%) e mais que o investido nas gestões anteriores. A secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, reconhece a importância dessa ação.

“Agradecemos a sensibilidade e o esforço do prefeito Crivella em priorizar a saúde na sua gestão e investir nesse hospital que tem importância estratégica na rede, foi municipalizado em 2010 e que só agora terá o tamanho que a cidade merece”, esclarece a secretária.

O Hospital Municipal Pedro II, uma das principais emergências da Zona Oeste, possui caráter regional, atendendo não apenas moradores da área, mas também de municípios vizinhos. A unidade é referência em atendimento a traumas, queimados e neurocirurgia e realiza em média 7 mil atendimentos e 300 cirurgias por mês. No mutirão realizado nos dois últimos finais de semana, o hospital realizou 20 cirurgias eletivas ortopédicas, além das demais de emergência. A licitação para contratação da nova OS que vai gerir o hospital será de livre concorrência, onde OSs habilitadas que tiverem interesse poderão participar. Atualmente, a OS SMPD é a gestora do hospital.

Texto e foto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro

Reportar Erro