Abdala propõe comissão de estudos para avaliar problema na coleta de lixo

Comissão terá por finalidade buscar informações sobre os possíveis problemas de gestão operacional e administrativo da empresa Piracicaba Ambiental

Publicado em 22/11/2019 - 00:00

Piracicaba (SP) –  A Câmara Minicipal deve criar uma Comissão de Estudos para avaliar os problemas relacionados à coleta do lixo em Piracicaba. Projeto de Resolução nº 12/2019, de autoria do vereador Marcos Abdala (Republicanos), em tramitação desde o dia 24 de outubro, já recebeu parecer favorável da Comissão de Legislação, Justiça e Redação e deve constar da Pauta da Ordem do Dia nas próximas reuniões ordinárias.

A Comissão de Estudos terá por finalidade buscar informações sobre os possíveis problemas de gestão operacional e administrativo da empresa Piracicaba Ambiental, responsável pela coleta de lixo doméstico. Caberá ao colegiado ouvir servidores municipais, além dos responsáveis técnicos da empresa para esclarecimentos que se fizerem necessários. Além disso, deverá convocar e/ou convidar pessoas físicas e ou jurídicas, que possam contribuir para ampliar o conhecimento sobre o problema, elaborar relatório final e encaminhar para apreciação do plenário da Casa de Leis e torná-lo público, com possíveis proposituras que venham a ser consideradas oportunas com os devidos pedidos de providências cabíveis.

A Comissão será constituída por três membros respeitando o Regimento Interno. A estrutura e os recursos necessários para o funcionamento serão fornecidos pela Câmara. Os trabalhos terão prazo de até 120 dias, após sua nomeação, para apresentação dos resultados, prazo que, se necessário, pode ser prorrogado por igual período a requerimento da Comissão.

Na justificativa do projeto, Marcos Abdala reconhece que diariamente é procurado por cidadãos que reclamam da não coleta de lixo em seus bairros, provocando enormes transtornos, sem dizer o risco à saúde pública. “Em março deste ano, por exemplo, a empresa atrasou o pagamento de seus servidores, o que acarretou uma paralisação temporária dos trabalhadores. E o problema vem se arrastando desde então. Hoje, os moradores já não têm certeza da realização da coleta em seus dias programados – rua a rua / bairro a bairro. O que impera é a incerteza. A dona de casa coloca o seu lixo na rua, e não sabe se ele irá ou não ser coletado”, disse o republicano.

A Piracicaba Ambiental, empresa responsável pelo serviço de coleta de lixo em Piracicaba já lançou, pelo menos, um informativo sobre o problema, justificando o atraso verificado na passagem dos caminhões até em virtude de atrasos no fornecimento de combustível que abastece os caminhões. À época, agosto deste ano, a concessionária assumiu o compromisso de regularizar o trabalho, mas isso não vem ocorrendo, comprovadamente. “Ainda todos nós, vereadores, recebemos reclamações diárias”, disse o parlamentar.

Texto e foto: Ascom – vereador Marcos Abdala

Reportar Erro