TSE reforça em campanha a importância da mulher na política

Campanha se une ao Projeto Participa Mulher que visa abrir as portas para pré-candidatas

Publicado em 28/07/2020 - 13:28

Brasília (DF) – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirma diariamente a necessidade de dar voz às mulheres interessadas pela vida política. Na próxima campanha do Tribunal essa diretriz ficará ainda mais clara. Com o tema “Mais mulheres na política: a gente pode, o Brasil precisa”, a Corte visa inspirar pré-candidatas a ocuparem cargos políticos e mostrar para a sociedade que as lideranças femininas agregam na sociedade.

Esta ação se une ao Projeto Participa Mulher, que também incentiva o protagonismo feminino na vida política. Na página fixa do projeto, o visitante pode encontrar informações sobre a participação das mulheres nas eleições passadas, a história do voto feminino, as pioneiras do movimento e sobre a legislação. A expectativa é promover debates sobre os temas e inserir participantes do país inteiro.

O tema está alinhado ao pensamento do Republicanos, que defende e apoia a participação efetiva da mulher na política. Sempre que possível, o presidente do partido, deputado federal Marcos Pereira, reafirma que “as mulheres no Republicanos não são uma cota, mas sim uma necessidade”. Em um dos maiores eventos feitos pelo Mulheres Republicanas, o II Seminário de Formação Política, o líder do partido reiterou a meta ousada que tem na sigla, o objetivo de dar voz e vez às mulheres.

“Este será o objetivo concreto do partido. Temos uma meta audaciosa, difícil, mas não é inatingível. Nossa meta para 2020 é eleger 10% das prefeituras do Brasil, algo em torno de 550. Para as câmaras municipais, a meta é triplicar a bancada eleita em 2016, cerca de 3,6 mil vereadores. Vocês mulheres, aqui presentes, são parte fundamental do nosso compromisso”, disse o presidente do Republicanos, em apoio às mais de 400 pré-candidatas presentes no evento.

O trabalho para esta meta é grande. A secretária nacional do Mulheres Republicanas, deputada federal Rosangela Gomes, destaca o trabalho do grupo. A intenção do movimento é capacitar, apoiar e dar base para as mulheres que são pré-candidatas. Desde o II Seminário, o movimento planeja e executa diversas atividades essenciais para quem quer concorrer às eleições 2020.

“O trabalho começou com o empenho coletivo de filiar novas lideranças femininas, depois seguimos para a capacitação. O II Seminário foi um claro exemplo da ação que estamos desempenhando nos estados. Agora de forma virtual temos promovido seminários, cursos e workshops, tudo isso em conjunto com as secretarias estaduais para que todos os municípios dos estados consigam ser atingidos e, assim, mais mulheres ficarem mais preparadas e munidas para as disputas eleitorais”, esclareceu a líder do movimento, sobre os planos da militância.

As ações da liderança feminina do Republicanos são divulgadas nas redes sociais do grupo: Mulheres Republicanas 10 ou através do site do partido. Para acessar a campanha Mais Mulheres na Política, do TSE basta visitar o site do Tribunal ou pesquisar por “Justiça Eleitoral” no You Tube.

Texto: Gabbriela Veras | Ascom – Mulheres Republicanas Nacional
Ilustração: Câmara de Dirigentes e Lojistas

 

 

Reportar Erro