Silma Alves quer prioridade no atendimento à pessoa com hanseníase

A republicana é autora do PL que também requer prioridade para os pacientes, em procedimentos administrativos

Publicado em 25/04/2021 - 08:00

Barreiras (BA) – A vereadora de Barreiras, na Bahia, apresentou na Câmara Municipal o Projeto de Lei 005/2021, que dispõe sobre a obrigatoriedade de prioridade no atendimento à pessoa com hanseníase. O PL assegura atendimento prioritário e imediato ao cidadão barreirense vítima da doença.

Para a republicana, o projeto vai contra qualquer tipo de preconceito e discriminação. “Entendemos que é nosso dever fazer mais contra qualquer tipo de discriminação contra pessoas que possuem essa doença, assim como precisamos tomar passos positivos para erradicar e minimizar os casos de hanseníase no Brasil”, ressaltou Silma.

A presente proposta visa dar atendimento prioritário a pessoas com hanseníase nos hospitais públicos, na rede conveniada do Sistema único de Saúde (SUS), nas repartições públicas, empresas concessionárias de serviços públicos e instituições financeiras. Além disso, essas pessoas também terão atendimento prioritário na tramitação, em qualquer órgão ou instância, dos procedimentos administrativos em que figure como parte ou interessado pessoas portadoras de hanseníase.

Sobre a hanseníase

A hanseníase, antigamente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae ou bacilo de Hansen, tendo sido identificada no ano de 1873 pelo cientista Armauer Hansen. É uma das doenças mais antigas, com registro de casos há mais de 4000 anos, na China, Egito e Índia. A doença tem cura, mas, se não tratada, pode deixar sequelas. Hoje, em todo o mundo, o tratamento é oferecido gratuitamente, visando que a doença deixe de ser um problema de saúde pública.

Atualmente, os países com maior detecção de casos são os menos desenvolvidos ou com superpopulação. Em 2016, o Ministério da Saúde registrou no Brasil mais de 28.000 casos novos da doença.

Texto: Gisele Rocha/Ascom Mulheres Republicanas
Foto: Cedida 

 

 

Reportar Erro
Send this to a friend