Republicanas porto-alegrense se mobilizam para ampliar doação de sangue

Republicanas porto-alegrense se mobilizam para ampliar doação de sangue

A ação social está em sua terceira edição este ano e a ideia é torná-la cada vez mais frequente na capital do Rio Grande do Sul

Publicado em 06/12/2019 - 00:00

Porto Alegre (RS) –  O movimento Mulheres Republicanas de Porto Alegre somou forças e fez parte de uma ação social para encher os estoques de bolsas do banco do Hospital de Clínicas da região. O ato, que aconteceu no último dia 29 de novembro, está em sua terceira edição do ano e a ideia é tornar as ações cada vez mais frequentes.

Cerca de dez republicanos participaram da ação, entre eles o presidente do partido em Porto Alegre, vereador José Freitas e a secretária estadual do Mulheres Republicanas de Porto Alegre, Beatriz Piccoli.

O cuidado com o próximo é um dos lemas do Republicanos, por isso a militância feminina participa e promove ações sociais como essa. Para a secretária Beatriz Piccoli, o ato foi realizado para salvar mais vidas. “Realizamos mais esta ação porque o olhar social existe dentro do partido. Somos uma legenda social, voltada para a família e para o indivíduo. Nos doarmos ao próximo, e neste caso, doar sangue, pode salvar vidas, então é mais do que justo apoiarmos esta nobre causa”, ressaltou.

Estima-se que 16 vidas foram salvas com a ação das republicanas, visto que uma única bolsa de sangue doada pode salvar quatro pessoas. Se a doação for destinada a crianças, o número sobe para dez, de acordo com a necessidade do paciente.

Quem quer ser um doador deve seguir os seguintes protocolos:

Ter entre 16 e 69 anos de idade (menor de 18 anos deve apresentar o formulário de autorização e cópia do documento de identidade com foto do pai, mãe ou tutor/guardião. Idosos devem ter realizado pelo menos uma doação de sangue antes dos 61 anos);

Pesar mais de 51 quilos e ter IMC maior ou igual a 18,5 (descontar o vestuário);

Não estar em uso de medicamentos;

Apresentar documento de identificação oficial com foto (original ou cópia autenticada em cartório), em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade. Documentos aceitos: carteira de identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira nacional de habilitação, passaporte, carteira profissional emitida por classe ou carteira do doador da FHB. Não são aceitos crachás funcionais, carteiras estudantis nem certidão de nascimento;

Dormir pelo menos seis horas, com qualidade, na noite anterior à doação;

Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação;

Não fumar duas horas antes da doação.

Texto: Gabbriela Veras/Ascom – Mulheres Republicanas Nacional
Fonte: Hemocentro
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro