Republicanas celebram novo piso salarial da enfermagem

Projeto sancionado no último dia 4 foi uma das prioridades da bancada republicana

Publicado em 10/08/2022 - 11:39

Brasília (DF) – O presidente Jair Bolsonaro sancionou, no último dia 4, a lei que determina o novo piso salarial da enfermagem. O texto fixa o valor de R$ 4.750 como piso nacional da categoria para profissionais dos setores público e privado. A aprovação contou com apoio total da bancada republicana feminina na Câmara dos Deputados.

A deputada federal Marina Santos (Republicanos-PI) ressaltou a importância do novo piso para os colegas profissionais, já que ela também é da área da saúde. “Uma vitória importantíssima para todos nós que defendemos uma saúde pública mais forte e com profissionais mais valorizados. Sempre apoiei este projeto e fico muito feliz em fazer parte dessa conquista!”, ressaltou.

Já a deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) destacou que não existe saúde pública sem enfermagem. “Por defender melhor qualidade de vida para todos, meu voto foi pela aprovação do PL 2564/20, que institui o piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras ”, disse a deputada.

A deputada republicana Liziane Bayer (Republicanos-RS) relembrou o voto a favor da proposta. “Votei favorável ao projeto, que agora é lei, por entender a importância dos nossos heróis da saúde, que superam diariamente muitos limites e dificuldades. A categoria merece todo nosso reconhecimento e valorização”, destacou.

A conquista e o merecimento da categoria foi enfatizado também pela deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ). “Esses profissionais são essenciais para a sociedade e precisam ser valorizados. Votei sim para este projeto e sempre defendi esta classe”, disse.

A deputada federal Aline Gurgel (Republicanos-AP) destacou o compromisso dos profissionais com o trabalho. “Minha admiração e respeito aos profissionais da enfermagem: técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras do Brasil, especialmente do meu Amapá”, completou.

O Projeto de Lei 2564/2020 estabelece ainda o mínimo para os técnicos de enfermagem de R$ 3.325, enquanto os auxiliares e parteiras receberão o valor de R$ 2.375.

Texto: Agências Senado e Câmara 
Foto: cedida

Reportar Erro
Send this to a friend