Oficina para mulheres ensina como arrecadar recursos e prestar contas

A iniciativa é da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres

Publicado em 06/10/2020 - 18:18

Brasília (DF) – O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres estão desenvolvendo diversas ações online e gratuitas para capacitar mulheres ao redor do Brasil. A última oficina aconteceu dia 24 e tratou sobre arrecadação de recursos e prestação de contas. As participantes aprenderam sobre como uma candidata deve desenvolver essas modalidades.

A assessora de comunicação do Mulheres Republicanas, Rosana Gomes, que tem uma vasta experiência dentro do partido pontua a relevância do conteúdo, uma vez que a republicana já foi Tesoureira Estadual do Republicanos Pernambuco. “O processo eleitoral é muito complexo e possui ações que exigem que o candidato tenha um conhecimento básico de como isso funciona para que ele erre o mínimo possível”, explicou.

Para ela, um dos principais pontos para se atentar a essas questões é o comprometimento e atenção aos dados, que são, na maioria das vezes, minuciosos. “É de extrema importância a realização de oficinas como essas para que o candidato tenha cada vez mais consciência das responsabilidades de se candidatar e que ele tem etapas a cumprir com muita atenção. Seja na arrecadação de recursos ou na prestação de contas, essas ações exigem o comprometimento do profissional contratado para tal ação, porém não isenta o candidato nessa construção”, finalizou.

As interessadas nas mais diversas ações da Secretaria e Ministério devem ficar atentas às redes sociais e site dos órgãos. Semanalmente diversas turmas de oficinas são abertas para vagas gratuitas. A titular da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), Cristiane Britto, é especialista em Direito e Marketing Eleitoral e tem 17 anos de experiência na área. Ela faz um convite àquelas que estão interessadas em se capacitar.

“Gostaria de fazer um chamamento às candidatas e suas respectivas equipes no envio de demandas para serem discutidas nas mais diversas oficinas. Tenho certeza de que, com a colaboração de todos, teremos ações ainda mais produtivas”, concluiu.

Texto: Gabbriela Veras | Ascom Mulheres Republicanas com informações do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos
Foto: Reprodução | Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Reportar Erro