Oficina de educação financeira orienta mulheres roraimenses

A vereadora de Boa Vista, Dra. Magnólia, fala sobre a importância da oficina

Publicado em 20/08/2020 - 13:22

Brasília (DF) – Quando existe a violência doméstica, um dos principais elos que mantém a vítima ligada ao agressor, é a dependência financeira. Por isso é tão necessário que as mulheres saibam cuidar das finanças e ser independentes financeiramente. Pensando nisso, o Ministério da Mulher, a Secretária Nacional de Política para as Mulheres e a Casa da Mulher Brasileira (CMB), realizaram uma oficina de educação financeira para mulheres que são assistidas na CMB de Boa Vista (RR).

A secretária do Mulheres Republicanas Roraima, vereadora Dra. Magnólia Rocha, enxerga a oportunidade como uma verdadeira chance de reconstruir uma história. “A independência financeira da mulher reduz as estatísticas de feminicídio no país, pois a mulher que se planeja financeiramente garante autonomia emocional. Com dinheiro a mulher vai poder escolher o que quer para sua vida, fica capacitada para sair de qualquer situação inclusive dos relacionamentos que não lhe façam bem. Vai ser preciso um árduo trabalho de conscientização para que a mulher se empodere financeiramente e consiga sair da dependência financeira que lhe causa tantos problemas na saúde física e mental”, disse a republicana.

O treinamento foi oferecido pela Caixa Econômica Federal (CEF) levou muito conhecimento e aprendizado às participantes. Em pouco mais de uma hora de workshop, várias orientações foram repassadas para que as mulheres possam aprender a definir metas, planejar as próprias contas, iniciar um novo negócio ou realizar sonhos, como o da casa própria. Todas as participantes, aproximadamente 120 mulheres, vão receber o material apresentado na oficina.

Para a secretária nacional de políticas para as mulheres, Cristiane Britto, a disseminação desse conteúdo ganha ainda mais importância diante do contexto da pandemia. “Nos últimos três meses, 7 milhões de brasileiras perderam seus empregos”, afirmou.

Ela também lembrou que a capacitação na unidade de Boa Vista acontece no dia em que são celebrados os 14 anos da Lei Maria da Penha. “Estamos aqui promovendo autonomia financeira para mulheres nesse dia especial. Sabemos que isso é um caminho capaz de fortalecer a mulher para que consiga sair do ciclo da violência e também para evitar que muitas passem por essa situação, como relacionamento abusivo ou outro percalço que vemos em todo o Brasil”, reforçou.

Texto: Gabbriela Veras | Ascom Mulheres Republicanas com informações do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos
Foto: Divulgação | Secretaria de Política para as Mulheres

Reportar Erro