No Rio, Andréa Firmo disputa o segundo turno como vice-prefeita de Crivella

A tenente-coronel Andréa Firmo já participou de ação militar das Organizações das Nações Unidas

Publicado em 21/11/2020 - 12:00

Rio de Janeiro (RJ) – A eleição para a Prefeitura do Rio de Janeiro foi para o segundo turno, que acontecerá no próximo dia 29 de novembro. Para a disputa, o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que tenta a reeleição, trouxe para ser sua vice uma mulher, a tenente-coronel Andréa Firmo. A republicana, de 52 anos, foi a primeira mulher do Exército Brasileiro a trabalhar como observadora militar em uma missão de paz das Nações Unidas. Em seguida, foi designada pela Minurso (Missão das Nações Unidas para o Referendo do Saara Ocidental) para ser a primeira brasileira a comandar uma base de observadores militares internacionais no Saara Ocidental, na África.

Ao abraçar este novo desafio de se candidatar à vice-prefeita do Rio de Janeiro, Andréa Firmo quer usar o pioneirismo de sua trajetória e as suas experiências pessoais de sucesso para também ajudar as mulheres cariocas a ampliarem suas conquistas. “É a primeira vez que participo de uma eleição. Fico muito indignada quando vejo ataques e agressões à mulheres. Ser mulher é sinônimo de força, superação e de jamais desistir da luta contra injustiças! Temos que respeitar as mulheres, tão importantes nas famílias”, disse a militar.

Crivella afirma que o papel da sua vice será o comprometimento com os direitos das mulheres. “Tenho muito orgulho de ter Andréa como minha vice-prefeita. Ela estará ao meu lado neste novo governo e será uma voz viva e ativa na defesa de todas as mulheres!”, reiterou.

Biografia

Nascida no Rio de Janeiro, no bairro Jabour, Zona Oeste da capital, Andréa é casada com um policial militar e mãe de três filhos. Além de militar, Firmo é pedagoga e professora de português e aos 18 anos começou a trabalhar como professora de inglês na Rede Pública Municipal de Ensino. Aos 27, ingressou no Exército Brasileiro como professora do Quadro Complementar de Oficiais de Magistério de Língua Inglesa.

Andréa foi para os campos de batalha representando o Exército Brasileiro em missão de paz. Em abril de 2018, Andréa foi designada para a Minurso, onde ficou por um ano e 14 dias atuando para garantir os termos do cessar-fogo entre o governo do Marrocos e a Frente Polisário.

Texto: Gisele Rocha / Ascom – Mulheres Republicanas Nacional
Foto: divulgação

 

 

 

Reportar Erro
Send this to a friend