Investimento de R$ 61,2 milhões é destinado à Casa da Mulher Brasileira

O objetivo é expandir as unidades para mais estados em todo o Brasil

Publicado em 29/06/2020 - 12:29

Brasília (DF) – O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) anunciou o investimento de R$ 61,2 milhões na implementação da “Casa da Mulher Brasileira”. O recurso é 200% maior do que o do ano de 2019.

Bancada feminina vai investir R$ 61,2 milhões na Casa da Mulher Brasileira
Cristiane Britto, secretária nacional de Política para as Mulheres

A titular da Secretaria Nacional de Política para as Mulheres (SNPM), Cristiane Britto (Republicanos) comentou a iniciativa. “Nós corremos atrás e posso dizer que, com a apresentação do novo projeto da Casa da Mulher Brasileira e o novo modelo gestão da SNPM, conquistamos a confiança da bancada feminina e de diversos parlamentares. Essa união de esforço entre o Poder Executivo e o Legislativo refletirá em um 2020 com mais possibilidades para ações em favor da mulher”, destacou.

Bancada feminina vai investir R$ 61,2 milhões na Casa da Mulher Brasileira
Infográfico: Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

De acordo com o Ministério da Mulher e a SNPM, ainda este ano, alguns ajustes serão feitos nas Casas já existentes. A expectativa é que até 2022, 25 novas unidades sejam abertas. O plano para a continuidade do projeto conta com novas diretrizes do Ministério e com a redução de gastos.

A Casa da Mulher Brasileira é uma instalação direcionada ao atendimento e apoio às mulheres em situação de violência, que envolve encaminhamento de denúncias, apoio psicossocial, acompanhamento jurídico, entre outros serviços de acolhimento. O projeto começou em 2013 e hoje está presente em seis estados.

Texto: Elisa Costa / Ascom – Mulheres Republicanas
Foto destaque: Reprodução

 

Reportar Erro