Título de eleitor: instrumento para o exercício da cidadania independente da idade

Mensagem do secretário nacional do Idosos Republicanos, deputado federal Ossesio Silva

Publicado em 07/04/2022 - 09:10

Neste ano, eleitores de todo o país irão às urnas escolher seus representantes políticos, que atuarão nos próximos quatros anos (2023-2026).Entre as muitas razões que envolvem a importância de se tirar o título de eleitor, a maior delas é votar nas Eleições de 2022. É primordial exercer a cidadania por meio do voto e opinar sobre os rumos do Brasil, para assim poder cobrar dos representantes eleitos o desenvolvimento do país em todas as vertentes.
Lamentavelmente, muitos de nós, não priorizamos, não entendemos ou, até mesmo, menosprezamos a importância do voto e o poder que ele tem. Estamos num momento determinante para a democracia brasileira, onde cada eleitor, através do seu voto, poderá exercer a cidadania e mudar a trajetória política de
nosso país.
A partir dos 70 anos, o voto se torna facultativo, o que faz com que o número de eleitores nessa faixa etária reduza por diversos motivos. Mas felizmente, muitos idosos ainda fazem questão de exercer esse direito, que, apesar de não ser obrigatório, é um importante instrumento de participação política e contribui para
o fortalecimento da democracia. Neste contexto, não podemos olvidar que a expectativa de vida aumentou. De acordo com o IBGE, atualmente, existem mais de 30 milhões de pessoas com mais de sessenta anos no país. A inversão da pirâmide etária nos remete a uma realidade onde se faz necessário trabalhar esta temática com objetivo de conscientizá-los sobre a importância da participação efetiva no processo político. É imprescindível que eles percebam que podem cooperar da transformação que tanto almejam, como pessoa
integrante da vida social e política brasileira, mesmo quando sua participação seja discricionária a partir de 70 anos.
Então vamos ficar atentos para os calendários eleitorais: o prazo para solicitar alterações cadastrais ou regularizar a situação eleitoral será até o dia 4 de maio – quem não votou, nem justificou a ausência por três
eleições consecutivas teve o título eleitoral cancelado. Para reverter a situação, basta acessar o Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado ou o sistema TítuloNet e preencher o formulário disponível para requerer a regularização, sem a necessidade de se dirigir a um cartório eleitoral.
Quem não tem o Título Eleitoral terá até o dia 4 de maio para fazê-lo.
Venha fazer parte do processo eleitoral!
Mensagem do secretário nacional do Idosos Republicanos, deputado federal Ossesio Silva
Reportar Erro
Send this to a friend