Respeito e educação na luta contra o preconceito

Mensagem do Secretário Nacional do Idosos Republicanos, Deputado Federal Ossesio Silva

Publicado em 03/09/2020 - 13:40

Desde os primórdios, um dos maiores e mais graves problemas em nossa sociedade é o preconceito. Na idade medieval, os bárbaros eram escravizados, pois não eram de origem grega ou romana, e por isso não eram considerados humanos.

No decorrer dos anos, foram surgindo outras espécies de preconceito. A crença de que existem raças superiores e inferiores deu origem ao racismo. O ódio e aversão contra povos de origem judaica deu origem ao denominado antissemitismo, que culminou na morte de mais de seis milhões de judeus. Até o início do século XX, mulheres, negros, pobres, analfabetos, indígenas não tinham direito ao voto.

Atualmente, diante de tantas leis que define os crimes resultantes de preconceitos de raça ou cor, etnia, sexo, idade e quaisquer outras formas de discriminação, pode-se afirmar que as formas mais tradicionais e abertas de preconceito, deixaram de existir!? NÃO, com certeza não. A herança cultural se reflete no cotidiano mundial, nas ações discriminatórias e excludentes.

O fato é que, novas expressões do preconceito vêm surgindo, mais veladas e hipócritas, tão ou mais danosas do que o preconceito manifesto e aberto.

Nesse contexto, podemos evidenciar uma discriminação quando se associa o envelhecimento tão somente aos aspectos negativos, tais como “os idosos são frágeis”; “não podem trabalhar e nada têm a contribuir”, ou “eles são um peso econômico para a sociedade”.

Advindo de estereótipos construídos pela própria sociedade, esses tipos de preconceitos, por serem mais difíceis de identificar, são mais difíceis de serem combatidos.

Ressaltamos que todos os tipos de preconceito geram hostilidade, violência, exclusão, dor, injustiça, além de limitar e impedir a compreensão do que é verdadeiro, produzindo avaliações e ações equivocadas. Por isso, é fundamental o respeito e a educação na luta diária contra qualquer forma de preconceito, visando produzir conhecimentos e extinguir essa herança cultural danosa a qual todos são expostos desde outrora.

Mensagem do Secretário Nacional do Idosos Republicanos, Deputado Federal Ossesio Silva

Reportar Erro