O silêncio é a maior violência contra a pessoa idosa

Artigo escrito por Ossesio Silva, secretário nacional do Idosos Republicanos e deputado federal pelo Republicanos Pernambuco

Publicado em 03/06/2021 - 09:00

Na terça-feira (1º de junho), nós, do movimento Idosos Republicanos, lançamos a Campanha “O silêncio é a maior violência contra a pessoa idosa”, em alusão ao Dia Internacional de Conscientização e Combate à Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado no dia 15 de junho.

A violência contra o idoso é um fenômeno complexo, multifatorial, que pode causar mortes e lesões, assim como provocar sofrimento, depressão, medo e exclusão. Entre as suas diversas formas, destacamos: violência física; violência psicológica; negligência; violência institucional; abuso financeiro; violência patrimonial; violência sexual; discriminação, dentre outras.

Em meio a essa gama de violações, o medo e o silêncio da vítima ou das testemunhas oculares, indubitavelmente, dificultam e impedem o combate à violência. Um dos efeitos dessa realidade é a subnotificação dos casos, o que exige ações de conscientização necessárias para criar uma cultura positiva no uso dos canais de denúncia visando desencorajar as reiteradas práticas de violência e coibir aquelas que são veladas.

Por este motivo, o mês Junho Violeta é um mês inteiro dedicado à proteção das pessoas idosas. A campanha tem a finalidade de repudiar todo ato de violência cometido em desfavor da pessoa idosa e conscientizar a família, comunidade e sociedade sobre a importância de se denunciar os casos de maus-tratos, que, em grande parte, ocorrem dentro do próprio ambiente familiar.

Almejamos que as ações que serão desenvolvidas pelo Idosos Republicanos a nível nacional e estadual contribua no enfrentamento e combate a violência contra estes cidadãos brasileiros que merecem ser valorizados, respeitados e viver com dignidade. A violência contra idosos é crime e não deve ser encarada como algo normal. Não se cale, denuncie!

CANAIS DE DENUNCIA

  • Disque 100;
  • Delegacias Especializadas na Proteção ao Idoso, caso no seu município não tenha delegacia especializada, procure qualquer delegacia;
  • Conselhos Estaduais ou Municipais dos Direitos da Pessoa Idosa;
  • Ministério Público mais próximo a sua residência.

As denúncias são anônimas e a ligação é gratuita.

 

Artigo escrito por Ossesio Silva, secretário nacional do Idosos Republicanos e deputado federal pelo Republicanos Pernambuco

Reportar Erro
Send this to a friend