Os 21 dias de ativismo e o papel da sociedade na luta ao enfrentamento da violência contra a mulher

Tia Ju destaca a importância dos homens nesse processo

Publicado em 08/12/2021 - 09:10

Olá, mulheres republicanas de todo Brasil.

Daqui a dois dias, encerra-se os 16 dias de ativismo contra a violência de gênero. A iniciativa começou em 25 de novembro e termina em 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos. Desde 1991, essa campanha atua para prevenção e eliminação da violência contra mulheres e meninas.

No Brasil, a campanha acontece de 20 de novembro a 10 de dezembro e é chamada 21 dias de ativismo, pois inclui o Dia da Consciência Negra, considerando a dupla vulnerabilidade da mulher negra. A ação busca conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra meninas e mulheres em todo o mundo, e é empreendida por diversos atores da sociedade civil e do poder público

O Brasil é o quinto na lista de países com mais crimes de gênero e em todo o mundo e, durante a pandemia, os números de violência doméstica dispararam. Relatório da ONU Mulheres mostra que duas em cada três mulheres relataram sofrer ou conhecer alguém que sofre algum tipo de violência. Apenas 10% denunciaram as agressões.

No Brasil, dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revelam mais de 100 mil casos de violência contra mulher desde então.

No nosso partido, o Republicanos, esta luta é de todos. E, o mais importante, nosso filiados e parlamentares participam ativamente desses diálogos. Sabemos que a união entre as mulheres, principalmente para reconhecer violências e buscar uma rede de apoio, é de extrema importância. Também é necessário que os homens entendam qual o papel deles nesse sistema e como buscar sair desta lógica, mesmo que seja um trabalho longo e contínuo, é importante para que haja um futuro menos violento para mulheres.

Hoje, 8 de dezembro, às 20h, participo de uma live com a advogada Carla Rodrigues, especialista em Direito Eleitoral, para falar sobre o tema: “Violência Contra Mulheres”. A iniciativa vai marcar o fim dos 21 dias de ativismo. Acompanhe pelo perfil do Instagram @arepresentativa.

Acredito, mesmo, que é com diálogo, informação, troca de experiências e parcerias, que conseguiremos chegar a um patamar onde a violência contra a mulher ficará no passado. Essa é a luta do Mulheres Republicanas. Esta é a luta do Republicanos!

Vamos juntas, vamos em frente. Mais do que nunca, não podemos esmorecer.

Um forte abraço, que Deus abençoe a todas e contem sempre com a gente!

Tia Ju
Deputada estadual (RJ)
Secretária nacional do Mulheres Republicanas

Reportar Erro
Send this to a friend