William Brigido questiona dados do relatório estadual de educação em PE

Pernambuco caiu para a terceira posição no ranking nacional do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)

Publicado em 28/08/2019 - 00:00

Recife (PE) – O deputado estadual William Brigido (Republicanos-PE) contestou, nesta terça (27), dados apresentados pelo secretário estadual de Educação, Frederico Amancio, em audiência pública da Assembleia Legislativa de Pernambuco. “O povo pernambucano ouve falar de uma educação exemplar, maravilhosa, mas não é isso que os alunos e os pais que têm filhos em escolas públicas nos trazem”, disse.

A atividade da Comissão de Educação foi realizada em cumprimento à obrigação prevista na Lei de Responsabilidade Educacional. O parlamentar chamou atenção para a queda de Pernambuco da primeira para a terceira posição no ranking nacional, com base no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017. Observou, ainda, que a proficiência em português e matemática é a décima do país.

“A taxa de distorção idade-ano em 2018 não caiu. Nesse indicador, Pernambuco está em 16º lugar no Brasil – 21% dos alunos do Ensino Fundamental e 25% do Ensino Médio estão fora da faixa ideal. Há ainda outro detalhe: na zona rural, o índice é 18% maior que na zona urbana do Estado, chegando a 33,2% dos estudantes”, acrescentou.

William Brigido criticou o fato de que os números sobre bibliotecas e salas de leitura foram somados, e que passaram três anos sem crescimento. Além disso, pouco mais da metade das escolas possui quadras esportivas. O republicano lamentou, ainda, a ausência de informações sobre merenda escolar, Programa Ganhe o Mundo e números do PE Conectado. “Enquanto a educação não estiver sendo tratada como uma política de Estado, sem sofrer a influência da questão eleitoreira, de nada valem os pódios, sejam eles fabricados ou não”, frisou William Brigido.

Texto e foto: Ascom – Alepe

Reportar Erro