Serviço de transporte aeromédico do corpo de bombeiros é lançado em Goiás

“Estamos celebrando uma parceria muito importante para a população”, ressaltou o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda (PRB)

Publicado em 15/04/2019 - 00:00

Goiânia (GO) – O Corpo de Bombeiros Militar de Goiás contará com o serviço de transporte aeromédico de asa fixa. O convênio, assinado na sexta-feira (12), prevê o reforço de um avião modelo Sêneca 3 no serviço de resgate aéreo da corporação, que já conta com um helicóptero. “Diante das dificuldades, é preciso coragem. Recebemos o Estado em uma situação caótica, mas, com muito esforço e união, vamos superar as dificuldades e elevar Goiás no cenário nacional”, afirmou o governador Ronaldo Caiado.

A aeronave possui equipamentos para voar por instrumentos e atender ocorrências em locais de difícil acesso e com pistas de terra batida. Também conta com radar meteorológico e GPS, além de poder ser usada como Unidade de Terapia Intensiva Aérea. “Temos investido muito no aparelhamento e na formação do Corpo de Bombeiros. É uma instituição forte e preparada. Sem dúvidas, os bombeiros goianos são exemplos para o Brasil”, destacou o governador.

Equipes médicas para captação e transporte de órgãos e tecidos para transplantes também serão atendidas. O convênio prevê, ainda, economia de mais de 50% nos gastos anteriores. O serviço era realizado apenas por uma empresa particular. “Estamos celebrando uma parceria muito importante para a população. O trabalho conjunto com outras instituições, neste caso a Secretaria de Saúde, é fundamental para garantir mais segurança e bem-estar para os goianos”, ressaltou o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda (PRB).

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também reiterou a importância do trabalho em conjunto entre os poderes. “O momento é de união para garantir as melhorias tão necessárias na vida dos cidadãos”, disse.

A implantação do transporte aeromédico foi realizada em uma parceria entre Governo de Goiás, Serviço de Atendimento Móvel (Samu) de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis, além do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), que vão fornecer médicos, enfermeiros, equipamentos, medicamentos e insumos. “Não tenho dúvidas de que aquele que vier a precisar deste serviço será melhor atendido. É uma conquista, de alta complexidade e para situações extremas de emergência, mas que merece ser celebrada”, assegurou o secretário da Saúde, Ismael Alexandrino.

Para se ter uma ideia, um transporte de Posse até Goiânia por via terrestre leva, no mínimo, sete horas. Com o avião, o tempo será reduzido para 1h40. A aeronave poderá atender todos os 246 municípios goianos. “Mais uma vez, o Governo de Goiás prestigia o Corpo de Bombeiros como um braço forte para beneficiar a população. Estamos buscando convênios com outros órgãos para fortalecer nossas ações na sociedade”, garantiu o comandante-geral da Corporação, coronel Dewislon Adelino Mateus.

Texto e foto: Ascom – Secretaria de Segurança Pública de Goiás

Reportar Erro