Educação: vagas prioritárias para famílias de crianças com microcefalia

Projeto do deputado estadual William Brigido (PRB-PE), aprovado na Assembleia Legislativa de Pernambuco, beneficia famílias de crianças com doenças raras

Publicado em 07/08/2019 - 00:00

Recife (PE) – Foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa de Pernambuco, o projeto de lei do deputado estadual William Brigido (PRB-PE) que garante vagas nas escolas de tempo integral, na rede de ensino estadual, para alunos cuja mãe ou responsável, possua dependente portador de microcefalia ou doença rara. “Essa é uma vitória do povo pernambucano, assim que virar lei, o estado fará justiça a essa parcela da sociedade que tanto precisa de ajuda”, disse o republicano.

Na justificativa do projeto, William Brigido destaca que “a necessidade de atenção integral requerida por pessoas com doenças raras ou microcefalia faz com que as mães ou responsáveis não tenham condições de dispensar seus cuidados de forma satisfatória a outros membros da família, principalmente às outras crianças”.

No Brasil existem de 6 a 8 mil doenças raras diferentes e 13 milhões de pessoas no mundo são diagnosticadas com algumas dessas patologias. Para o parlamentar, são famílias que merecem todo o apoio da sociedade e um cuidado prioritário do poder público de qualquer lugar. “A dedicação dos pais ou responsáveis é exclusiva”, comenta.

“A minha expectativa é que ainda esta semana o projeto seja aprovado em segunda votação e depois sancionado pelo governador. Essas famílias merecem um olhar diferenciado e as vagas nas melhores escolas públicas de Pernambuco é bem-vinda”, concluiu William Brigido.

Texto: Carlos Gambôa / Ascom – deputado estadual William Brigido
Edição: Agência PRB Nacional
Foto: José Fernando

Reportar Erro