CPI ouve população de municípios roraimense sobre descaso da Energisa

CPI ouve população de municípios rondonienses sobre descaso da Energisa

Comissão presidida pelo deputado estadual Alex Redano vai ouvir os moradores dos municípios de Guajará-Mirim, Ariquemes e Rolim de Moura sobre aumentos abusivos na tarifa elétrica

Publicado em 29/11/2019 - 00:00

Porto Velho (RO) – Após instalada a CPI da Energisa e de ouvir servidores e chefes dos órgãos fiscalizadores, a CPI da Comissão presidida pelo deputado Estadual Alex Redano (Republicanos-RO), iniciou uma verdadeira maratona de viagens pelo interior do Estado, com o objetivo de ouvir a população que não pode acompanhar as audiências da CPI no plenarinho da Assembleia Legislativa. Os membros da Comissão já estiveram nos municípios de Vilhena, Ji-Paraná e Cacoal, onde receberam de moradores denúncias contra a Empresa Energisa, como a falta de respeito com a população e aumento abusivo na tarifa elétrica.

De acordo com o deputado Alex Redano, propositor para a criação de CPI, a maior reclamação que a Comissão já recebeu tanto via WhatsApp, como in loco nas cidades visitadas, foi o aumento abusivo na conta de energia. “Recebemos denúncias de que as contas aumentaram desde 100, 200 e até 500% no valor real”, disse. Para Redano, essa conta não é da população de Rondônia, e o povo não pode simplesmente ficar com o prejuízo, tendo que pagar valores absurdos, precisando escolher entre comprar comida ou pagar a conta de energia.

O Presidente da CPI lembrou que a próxima Audiência Pública vai acontecer á no município de Guajará-Mirim nesta sexta-feira (29), onde a Comissão ouvirá a população de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, e região. Além disso a CPI vai visitar os municípios de Rolim de Moura e Ariquemes na próxima segunda-feira (2) de dezembro.

“Queremos ouvir a população do município de Rolim de Moura e região da Zona da Mata. A audiência vai ser na Câmara de Vereadores, a partir das 09h. Em Ariquemes, nove municípios que compõem a região do Vale do Jamari, terão a oportunidade, através da população, e seus representes como vereadores e prefeitos, para abastecer a CPI com provas robustas, e assim poderemos materializar as denúncias no relatório final”, destacou.

Texto: Mateus Andrade/Ascom- deputado estadual Alex Redano
Foto: Lusangela França/Decom- Assembleia Legislativa de Rondônia
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

 

Reportar Erro