Reforma da Previdência: Silas Câmara comemora mudança que beneficia viúva

Reforma da Previdência: Silas Câmara comemora mudança que beneficia viúva

Republicano trabalhou de forma decisiva na votação que definiu o conceito de renda formal para fins de cálculo da pensão por morte na reforma da Previdência

Brasília (DF) – O presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado federal Silas Câmara (PRB-AM), trabalhou de forma decisiva na votação que definiu o conceito de renda formal para fins de cálculo da pensão por morte durante a votação dos destaques da reforma da Previdência, na última semana. Graças ao acordo firmado entre o deputado Silas com os líderes partidários, o Governo e quase a totalidade dos deputados presentes na votação, foi possível adequar o texto para deixar expresso que apenas a renda formal será considerada para fins de fixação do valor da pensão por morte.

Silas Câmara explica que para dar segurança jurídica e consolidar o acordo, o Governo comprometeu-se a editar uma Portaria e um Decreto. “Nosso advogado constitucionalista, deputado Marcos Pereira, nos ajudou a elaborar o texto que garantirá o recebimento do valor de um salário mínimo da pensão por morte quando a viúva ou o dependente não possuir renda formal. O Governo se comprometeu a editar uma portaria com a definição do conceito de renda formal e um Decreto, após a promulgação da Emenda, esclarecendo o procedimento que vai desburocratizar o recebimento do valor de um salário mínimo, caso a viúva perca essa renda”, esclareceu.

Ainda segundo Silas Câmara, posteriormente à promulgação, a Câmara apreciará um Projeto de Lei Complementar que irá consolidar essas conquistas. “Será apresentada uma proposta que regulamentará o que é, inclusive, a formalidade de uma renda. Quando uma viúva aluga um pequeno quarto na sua casa por R$ 100, por exemplo, e o inquilino, de má-fé, não que pagar o aluguel, ele pode denunciar a viúva alegando que ela possui renda extra e que, por isso, a pensão deve ser diminuída. O Projeto de lei Complementar vai definir o que é formalidade e impedirá tal constrangimento para a viúva que precisa desse complemento em sua renda”, disse o deputado Silas.

O republicano afirmou que o destaque patrocinado pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB) também irá minimizar a burocracia. “Ao perder o emprego, a viúva não precisa mais ir ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Hoje existem ferramentas para cruzar o CPF e, imediatamente, repor digitalmente aquilo que seria prejuízo. Deputados da Frente Parlamentar Evangélica, homens e mulheres, tivemos a tranquilidade e a responsabilidade de entender que a lei votada garantiu aquilo que é nosso dever, como cristãos, como evangélicos, que é garantir dignidade para uma viúva”, acrescentou.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB na Câmara
Foto: Douglas Gomes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.