João Roma é favorável à oferta de cirurgia cardíaca mais segura

João Roma é favorável à oferta de cirurgia cardíaca mais segura

Deputado do Republicanos apresentou parecer favorável ao projeto que garante a oferta de cirurgia cardíaca mais segura e menos invasiva pelo SUS

Brasília (DF) – O deputado federal João Roma (Republicanos-BA) votou pela admissibilidade do Projeto de Lei nº 5.460/2016, do qual foi relator na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania, nesta quarta-feira (25).

O projeto determina que o Sistema único de Saúde (SUS) oferte o tratamento de implante por cateter de prótese valvar aórtica, um procedimento mais seguro e menos invasivo para os pacientes cardíacos. A proposta é do Senado Federal (PLS nº 488/2015), de autoria do senador Acir Gurgacz.

“O projeto de lei evita um tema dramático para as administrações municipais, estaduais e federais que é a judicialização dos tratamentos dentro do sistema de saúde brasileiro, o que acaba inviabilizando as finanças públicas. Permite também a universalização dos serviços de saúde, ao possibilitar que o SUS ofereça um serviço que, muitas vezes, é o único que pode ser adotado. Além disso, propicia uma economia nas finanças públicas já que a tecnologia utilizada é mais avançada e eficaz, impedindo retornos sucessivos do paciente”, afirmou Roma após a leitura do relatório, realizada pelo deputado federal Luizão Goulart (Republicanos-PR).

O tratamento auxilia pacientes que possuem estenose valvar aórtica, um estreitamento da válvula aórtica que dificulta que o fluxo de sangue chegue corretamente ao coração, fazendo com que ele trabalhe mais. Muitos desses pacientes não podem ser submetidos ao tratamento convencional, que é a cirurgia cardíaca com abertura do peito, devido aos riscos elevados envolvidos no procedimento.

Segundo a Comissão de Seguridade Social e Família, que já aprovou o projeto, os pacientes idosos com contraindicação cirúrgica para a doença acabam ficando desassistidos pelo SUS, já que, muitas vezes, o tratamento menos invasivo, que é o que está sendo proposto, é a única possibilidade que esses pacientes têm de uma sobrevida. A comissão de Finanças e Tributação (CFT) também foi favorável à admissão do relatório, após análise de compatibilidade e adequação orçamentária e financeira, com parecer técnico.

Na CCJ, o relator João Roma, também falou sobre a defesa do projeto feita pelo Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e reforçou que não há nenhuma inconstitucionalidade já que está de acordo com os artigos 23 e 24 da Constituição Brasileira que versam sobre a responsabilidade da União, Estados, DF e Municípios de cuidar da saúde e legislar sobre a proteção e a defesa da saúde. Após a leitura do relatório, houve pedido de vista por parte do colegiado e a expectativa é que a matéria retorne à pauta da CCJ nas próximas sessões.

Texto e fotos: Ascom – deputado federal João Roma
Edição: Agência Republicana de Comunicação (Arco)

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal Republicanos? É muito simples. A Agência Republicana de Comunicação (Arco) disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@republicanos10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.